⚡️ #979: As notícias essenciais da semana (17 a 23.jul) num lugar só

⚡️ #979: As notícias essenciais da semana (17 a 23.jul) num lugar só

⚡️ #979: As notícias essenciais da semana (17 a 23.jul) num lugar só

Esta curadoria do Correio Sabiá recebe atualizações para te manter bem informado/a ao longo do(s) dia(s)
Correio Sabiá lista o essencial do noticiário num só lugar / ? Stas Ostrikov/Unsplash
Correio Sabiá lista o essencial do noticiário num só lugar / ? Stas Ostrikov/Unsplash

Começou o recesso parlamentar. Até 1º de agosto, os congressistas ficam de “folga”. Por isso, o noticiário sobre projetos no legislativo deve se limitar a negociações para que as propostas andem quando as atividades forem retomadas. No radar, estão as votações, por exemplo:

➡️ Todas essas questões ficam para agosto. Da mesma forma, segundo o ministro da Casa Civil, Rui Costa, também ficou para agosto o lançamento do Novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). A informação anterior, dada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), é de que o PAC seria lançado em julho.

A Câmara aprovou o texto-base da reforma tributária no dia 6 de julho de 2023 / ? Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
A Câmara aprovou o texto-base da reforma tributária no dia 6 de julho de 2023 / ? Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

Aliás, Lula cumpre viagem à Bélgica na segunda (17.jul.2023) e terça (18.jul). Ele participa da Cúpula Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos)-União Europeia. Todas as viagens internacionais do Lula em 2023 estão listadas nesta reportagem do Correio Sabiá, que recebe atualizações constantes.

Por outro lado, o programa Desenrola, do governo federal, começa na segunda (17) e vale para renegociação de dívidas. Cerca de 30 milhões de pessoas devem ser beneficiadas. Nesta reportagem do Correio Sabiá, mostramos as principais medidas do governo Lula 2023.

Eis o vídeo da coletiva de imprensa do ministro da Fazenda Fernando Haddad, transmitida no canal do governo no YouTube:

Agenda. A viagem do Lula e o lançamento do Desenrola constavam na Agenda da Semana do Correio Sabiá, que lista os principais eventos, todos separados por data. É um jeito de dar mais previsibilidade ao noticiário.

IBC-Br. Na mesma Agenda da Semana, constava a divulgação na segunda (17), pelo Banco Central, do IBC-Br, que é considerado a prévia do PIB (Produto Interno Bruto). Neste caso, houve uma queda de 2% em relação a maio (mês anterior). Foi o pior resultado para junho desde 2018. Eis a íntegra da divulgação do Banco Central.

De acordo com o ministro Fernando Haddad, a queda no indicador é resultado do alto patamar da taxa básica de juros no país, a Selic, que o Copom (Comitê de Política Monetária) tem, sucessivamente, mantido em 13,75% ao ano. Integrantes do governo, incluindo o próprio Lula, criticam o patamar da taxa desde o início do ano.

  • ? Contexto: Como a inflação já deu sinais de estar controlada, a tendência é que comece um ciclo de redução da taxa básica de juros a partir da próxima reunião do Copom. Principalmente no início do ano, houve tensão (e muitas notícias) envolvendo o presidente do Banco Central, Roberto Campo Neto, e o governo federal. Campos Neto foi indicado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para o cargo. Por causa da lei que definiu a “independência do Banco Central”, o mandato dele continua a durar mesmo no governo Lula. Foi nesse contexto que Campos Neto, em fevereiro, deu entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura. Saiba como foi a entrevista nesta reportagem do Correio Sabiá.

Nos próximos dias, ainda será relevante acompanhar os desdobramentos das ofensas contra o ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), quando estava em Roma, na Itália. 3 suspeitos teriam chamado o ministro de “bandido, comunista e comprado”.

Relembre como foi a semana anterior nesta curadoria de notícias do Correio Sabiá.

  • Leia outras notícias recentes do Correio Sabiá:

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

leia mais