🖊️ Artigo: 'Como as latas de aço podem ajudar o futuro do planeta'

🖊️ Artigo: 'Como as latas de aço podem ajudar o futuro do planeta'

?️ Artigo: ‘Semana do Meio Ambiente: como as latas de aço podem ajudar no futuro do planeta’

Autora deste texto de opinião (pessoal), Thais Fagury preside a Abeaço (Associação Brasileira de Embalagem de Aço)
Meio Ambiente: latas de aço podem ajudar na transição sustentável / ? Racool_studio/Freepik
Meio Ambiente: Latas de aço podem ajudar na transição sustentável / ? Racool_studio/Freepik

Por Thais Fagury*

*Assobio: o texto abaixo é um artigo de opinião pessoal do autor. As opiniões, portanto, são dele (e não necessariamente refletem a visão do Correio Sabiá). Abrimos espaço para o debate público e para a exposição de ideias.

Em 2023, é celebrado o 50º Dia Mundial do Meio Ambiente, que ocorre em 5 de junho. A data foi instituída pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 1973, com o objetivo de alertar a população sobre a importância de cuidar do nosso planeta, algo que vai se tornando cada vez mais importante ano após ano, ainda mais em um cenário em que os efeitos das mudanças climáticas têm ficado mais inerentes.

Como o cuidado com o planeta se transformou na principal temática para a continuação da existência da humanidade, apenas um dia tornou-se pouco para falar sobre. Por isso, hoje, temos uma semana inteira dedicada a esse assunto, que deve ser trazido à tona frequentemente. Em 2023, os debates ocorrerão na Costa do Marfim, na África Ocidental, e terão como foco o combate à poluição plástica.

O tema da Semana do Meio Ambiente de 2023 não foi escolhido por acaso, já que, atualmente, a poluição plástica é um dos principais desafios do mundo moderno. Um estudo publicado em 2021 na revista científica Nature Sustainability apontou que 80% do lixo produzido por humanos encontrado nos oceanos são compostos por plásticos, sendo a maior parte embalagens.

Estima-se que, anualmente, são descartadas 8 milhões de toneladas de plástico nos mares e oceanos, o que causa um sério desequilíbrio nos ecossistemas aquáticos. Durante o processo de degradação, o material se quebra em partículas menores, que são ingeridas por peixes e outros animais marinhos, que não possuem o organismo capaz de digerir essas substâncias.

Esse processo causa a morte de cerca de 100 mil animais por ano. Portanto, se a produção de lixo plástico continuar neste ritmo, é esperado que no ano de 2050 haja mais plástico do que peixes nos mares e oceanos ao redor do mundo. Mas há uma forma de se atenuar esse problema no curto prazo para se resolver de vez lá na frente?

Não existem soluções fáceis para problemas complexos, mas é importante que cada um faça sua parte para cuidar do planeta. A economia circular é um conceito que pode ajudar a humanidade a gerir de forma mais responsável os recursos naturais, com melhor aproveitamento das matérias-primas, com menor dependência de materiais retirados da natureza e priorização daqueles mais duráveis e recicláveis, como é o caso das latas de aço.

Desde 2012, a Abeaço (Associação Brasileira de Embalagem de Aço), através da Prolata, uma instituição criada para atender aos critérios da PNRS (Política Nacional de Resíduos Sólidos), firma parcerias importantes com associações de diferentes setores da sociedade, como cooperativas de catadores e tem trabalhado firme para a revalorização das embalagens de aço.

Toda vez que uma lata volta ao mercado, além de se evitar a destinação incorreta de resíduos, elimina-se a necessidade de extrair novas matérias-primas da natureza, é um jogo de ganha-ganha. Só em 2022, a Prolata destinou corretamente e/ou revalorizou quase 70 mil toneladas de latas de aço pós consumo.

Porém, além do trabalho de entidades como a Abeaço e a Prolata, é necessário que os consumidores tenham consciência de seus padrões de consumo. Isso é possível com a adoção de gestos simples, como dar preferência aos acondicionados em embalagens 100% e infinitamente recicláveis, como o aço, alumínio e vidro, ou embalagens de fontes renováveis, como o papel.

Meio Ambiente: uso de latas facilita reciclagem / ? azerbaijan_stockers/Freepik
Meio Ambiente: uso de latas facilita reciclagem / ? azerbaijan_stockers/Freepik

Por essa e outras questões, a Semana do Meio Ambiente 2023 é uma oportunidade para o fortalecimento de ações de preservação ambiental, promoção desenvolvimento sustentável e valorização da economia circular, e, especificamente para a indústria, o encorajamento para a adoção dos conceitos de Sustentabilidade Ambiental, Social e de Governança Corporativa (ESG, na sigla em inglês).

Vale reforçar que o engajamento da população é fundamental para que práticas sustentáveis adotadas no dia a dia se tornem parte de suas rotinas. O “3 R’s” que as crianças aprendem na escola (Reduzir, Reutilizar e Reciclar) devem estar sempre em mente antes de se tomar qualquer decisão, seja de compra, de descarte, de uso de recursos, como atentar-se para o uso consciente da água e da energia elétrica, tal qual a preservação dos recursos naturais.

Tendo esse contexto, a Semana do Meio Ambiente não deve ser entendida como um evento isolado, mas como um momento de discussão e reflexão sobre a responsabilidade de cada um em relação ao planeta, que, no fim das contas, é o único que temos. As ações de promoção da sustentabilidade devem ser contínuas, já que todo ser humano possui em suas mãos o poder de fazer a sua parte na construção de um futuro justo, equilibrado e sustentável para as futuras gerações.

Portanto, devemos aproveitemos a Semana do Meio Ambiente como um ponto de partida para uma mudança real e duradoura. É hora de agir em defesa do nosso planeta e de todas as formas de vida que dele dependem.

➡️ Thais Fagury é engenheira de alimentos pelo Instituto Mauá de Tecnologia (IMT) e presidente da Associação Brasileira de Embalagem de Aço (Abeaço) desde 2007, e, desde 2012, também preside a Fundação Prolata Reciclagem. Possui MBA em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduada em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

Para ter seu texto publicado no Correio Sabiá, entre em contato via: redacao@correiosabia.com.br. Leia ainda outras reportagens do Correio Sabiá sobre Meio Ambiente aqui.

Thais Fagury é engenheira de alimentos pelo Instituto Mauá de Tecnologia (IMT) e presidente da Associação Brasileira de Embalagem de Aço (Abeaço) desde 2007, e, desde 2012, também preside a Fundação Prolata Reciclagem. Possui MBA em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo (USP) e pós-graduada em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) / ? Divulgação
Thais Fagury é engenheira de alimentos pelo Instituto Mauá de Tecnologia (IMT) e presidente da Associação Brasileira de Embalagem de Aço (Abeaço) / ? Divulgação

leia mais