Resumo de notícias #677 do Sabiá (01.dez) - Comece o dia voando

Resumo de notícias #677 do Sabiá (01.dez) - Comece o dia voando

Resumo de notícias #677 do Correio Sabiá (01.dez) – Comece o seu dia voando

CCJ do Senado sabatina André Mendonça, indicado para o STF; Correio Sabiá publica reportagem que mostra o impasse
Sabatina de André Mendonça na CCJ do Senado. Ele foi indicado para exercer o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) / Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
Sabatina de André Mendonça na CCJ do Senado. Ele foi indicado para exercer o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) / Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
  • André Mendonça é sabatinado hoje na CCJ do Senado e pode ser aprovado como ministro do STF;
  • 2ª Turma do STF mantém foro privilegiado de Flávio Bolsonaro no suposto caso da ‘rachadinha’; Bolsonaro se filia ao PL;
  • Desemprego cai de 14,2% para 12,6% no trimestre móvel terminado em setembro; Caged aponta criação de 253 mil vagas formais de trabalho

Sabatina de André Mendonça na CCJ do Senado

Pastor, ex-advogado geral da União e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça tem a sabatina marcada para esta 4ª feira (1.dez.2021) na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado para assumir (ou não) uma cadeira no STF (Supremo Tribunal Federal).

  • Clique aqui para receber este resumo do Correio Sabiá no seu WhatsApp

Foram exatamente 141 dias de espera–a mais demorada para o STF. O indicado “terrivelmente evangélico” do presidente Jair Bolsonaro (PL) dependia que o presidente da CCJ, Davi Alcolumbre (DEM-AP), pautasse a sabatina, iniciativa que custou a ocorrer. O Correio Sabiá publicou uma longa reportagem que mostra todo o impasse para marcação desse evento.

Agora, Mendonça será ouvido pelos 27 senadores titulares da comissão. Se for aprovado, passará para votação no plenário do Senado. Em caso de nova aprovação, será ministro do STF.

A sabatina do ex-advogado geral da União ocorre numa semana em que o Senado vota a indicação de diversas autoridades. O ministro do TCU (Tribunal de Contas da União) Raimundo Carreiro, por exemplo, foi aprovado nesta 3ª feira (30.nov) para chefiar a Embaixada do Brasil em Portugal. Assim, abre-se uma vaga no Tribunal. Há 3 senadores na disputa para assumir o cargo.

Alcolumbre e Mendonça se cumprimentam durante a sessão da CCJ
Sabiá: Alcolumbre e Mendonça se cumprimentam durante a sessão da CCJ / Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

2ª Turma do STF mantém foro privilegiado de Flávio Bolsonaro

A 2ª Turma do STF (composta por 5 magistrados) manteve ontem o foro privilegiado do senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) na investigação sobre um suposto esquema de “rachadinha” no gabinete do congressista quando exercia mandato de deputado estadual no Rio.

O Correio Sabiá informou sobre o julgamento na 2ª Turma do STF em seu perfil no Instagram (@correiosabia). No resumo enviado de manhã de 3ª feira (30.nov) pelo WhatsApp, o Sabiá disse que havia um link para a outra rede social que mostrava os assuntos mais quentes para acompanhar durante o dia.

Aliás, falando em Flávio Bolsonaro, o senador se filiou ontem ao PL (Partido Liberal), assim como seu pai, o presidente Jair Bolsonaro (PL) –até que enfim estamos colocando entre parênteses um partido para o presidente da República.

O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, e o ministro Ciro Nogueira (Casa Civil), senador licenciado pelo PP do Piauí / Foto: Jordan K Torres / ASCOM CC
O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, e o ministro Ciro Nogueira (Casa Civil), senador licenciado pelo PP do Piauí / Foto: Jordan K Torres / ASCOM CC

Bolsonaro ‘casa’ com o PL

A cerimônia de filiação de Bolsonaro ao PL ocorreu em Brasília, de manhã, e foi fechada para a imprensa. Os jornalistas não tiveram acesso ao presidente, mas puderam se aproximar de algumas autoridades presentes.

Como mostrou o Correio Sabiá numa outra reportagem, a entrada de Bolsonaro na sigla é um jogo de conveniência. O presidente precisa de uma legenda para tentar se reeleger em 2022.

Já o PL –partido do “Centrão”, grupo de siglas mais alinhada pelo interesse em cargos e verbas do que por afinidade ideológica– procura aumentar o tamanho de sua bancada no Congresso.

A reportagem do Sabiá dá contexto à filiação do presidente e relembra os atritos de Bolsonaro com o PSL, sigla pela qual se elegeu, até a tentativa frustrada de montar o seu próprio partido, o Aliança pelo Brasil.

O novo partido de Bolsonaro é comandado pelo ex-deputado federal Valdemar Costa Neto, condenado no escândalo do “Mensalão”. A sigla tem alianças em diversos estados com legendas que fazem oposição ao governo do atual presidente da República.

Por isso, é esperado que alguns congressistas desembarquem do PL nas próximas semanas. Por outro lado, aliados do presidente também devem ingressar na sigla, já em movimentação para o pleito de 2022.

Desemprego cai para 12,6%, segundo IBGE

Enquanto isso, foram divulgados 2 indicadores econômicos importantes. A Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio) Contínua, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), apontou redução do desemprego no trimestre móvel de julho a setembro. De 14,2% (abril, maio e junho), passou para 12,6% (julho, agosto e setembro).

Já o Ministério do Trabalho e da Previdência divulgou os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Houve criação de 253 mil vagas formais de trabalho em novembro.

Como o Correio Sabiá já explicou, prezamos por divulgar íntegras. Por isso, clique aqui caso queira ver a apresentação completa do Caged.

Leia também: Variante ômicron: veja tudo o que se sabe até agora sobre a nova ‘versão’ da covid-19

2 casos confirmados da variante ômicron no Brasil

Por fim, o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, confirmou ontem 2 casos da variante ômicron em brasileiros que passaram pela África do Sul. O Brasil proibiu voos de 6 países africanos.

leia mais