Resumo de notícias #764 do Sabiá (25.abr)

Resumo de notícias #764 do Sabiá (25.abr)

Resumo de notícias #764 do Sabiá (25.abr) – Comece o dia voando

Bolsonaro concede graça e perdoa Daniel Silveira; Emmanuel Macron vence 2º turno das eleições na França
Bolsonaro, o deputado federal Helio Lopes, mais conhecido como Hélio Negão, e o tenente Mosart Aragão, assessor especial da Presidência / Foto: Reprodução/Twitter
Bolsonaro, o deputado federal Helio Lopes, mais conhecido como Hélio Negão, e o tenente Mosart Aragão, assessor especial da Presidência / Foto: Reprodução/Twitter

Neste resumo você encontrará alguns desses tópicos:

  • Bolsonaro edita graça constitucional e perdoa condenação de deputado federal Daniel Silveira pelo STF; explicação completa e detalhada está em nosso podcast diário no Spotify e em nosso site;
  • Barroso diz que Forças Armadas ‘estão sendo orientadas a atacar e desacreditar’; Ministério da Defesa publica nota na qual diz que declarações são uma ‘ofensa’ e ‘irresponsáveis’;
  • Macron vence eleição na França em 2º turno; Guerra na Ucrânia completa 2 meses e ofensivas russas no leste continuam.

Este resumo foi enviado por volta das 7h para quem financia o Correio Sabiá. Em seguida, por volta das 8h, foi enviado para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp. Clique aqui para receber.

Clique aqui para acessar a notícia da Agenda da Semana, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para os próximos dias.

Clique aqui para se INSCREVER no Sabiá no Ar, o podcast diário do Correio Sabiá no Spotify.

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

Para ficar de olho hoje:

Agora, pegue seu café e vamos ao resumo de notícias:

Daniel Silveira. O presidente Jair Bolsonaro (PL) editou um ato com o qual perdoava a condenação de 8 anos e 9 meses, inicialmente em regime fechado, contra o deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) imposta na véspera, 1 dia antes, pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Mais. Diferentemente do que muitos veículos de notícias informaram, o ato editado por Bolsonaro foi uma “graça constitucional”, e não um “indulto”. O Correio Sabiá mostrou a diferença técnica entre esses 2 termos numa reportagem de contexto publicada no final de semana.

Assobio. Toda a cobertura desse caso foi feita em tempo real pelas nossas redes (@correiosabia), que continuaram ativas mesmo no feriado, tanto no Twitter como no Instagram. O nosso site também foi repaginado. Agora você pode cadastrar o seu e-mail para ter acesso a materiais exclusivos e gratuitos. Cadastre-se aqui.

Contexto. Daniel Silveira foi condenado por causa das ameaças e agressões verbais contra integrantes do STF (Supremo Tribunal Federal). Em fevereiro de 2021, Silveira foi preso em flagrante por divulgar um vídeo com ataques aos ministros da Corte. E, recentemente, passou a ser monitorado por tornozeleira eletrônica. Este caso da tornozeleira, inclusive, gerou um embaraço, porque o deputado dormiu na Câmara para não cumprir ordem judicial do ministro Alexandre de Moraes.

Defesa. Neste domingo, o ministro Luís Roberto Barroso, do STF, deu declarações de que há “repetidos movimentos para jogar as Forças Armadas no varejo da política” e disse ter “firme expectativa de que elas não se deixem seduzir por esse esforço”. Barroso ainda disse que as Forças Armadas “estão sendo orientadas a atacar e desacreditar” o processo eleitoral.

O Ministério da Defesa respondeu ao ministro e afirmou que as declarações são uma “ofensa” e “irresponsáveis”. Mostramos a íntegra da resposta do Ministério da Defesa no nosso Instagram. Sempre repito: a gente no Sabiá dá as íntegras de todos os documentos oficiais que recebe.

Guerra da Ucrânia. De acordo com o governo ucraniano, os secretários de Defesa e de Estado dos Estados Unidos estão em Kiev. Vale lembrar que a guerra na Ucrânia começou no dia 24 de fevereiro. Portanto, já faz 2 meses de conflito. E o confronto está se intensificando no leste. 

Nos últimos dias, a Rússia testou um novo míssil, de longo alcance e com capacidade nuclear. O presidente russo Vladimir Putin disse que o armamento “daria no que pensar aos que tentam ameaçar o nosso país”. No caso, aos que tentam ameaçar a Rússia. 

E a ONU (Organização das Nações Unidas) acusou o exército russo de “bombardeios indiscriminados” que provocaram as mortes de civis e a destruição de escolas e hospitais. Haveria, portanto, segundo a entidade, cada vez “mais evidências de que foram cometidos crimes de guerra”. 

França. Ainda no exterior, o atual presidente francês, o centrista Emmanuel Macron, venceu a candidata de extrema-direita Marine Le Pen no 2º turno das eleições na França, assim como ocorreu há 5 anos. Desta vez, no entanto, a margem foi menor, de 58,2% contra 41,8%, segundo as projeções.

MEC. A PGR (Procuradoria-Geral da República) informou ao STF (Supremo Tribunal Federal) que não vê elementos que justifiquem investigar o presidente Jair Bolsonaro (PL) no caso da suposta influência de pastores no direcionamento de dinheiro do MEC (Ministério da Educação).

Mamãe Falei. O deputado estadual Arthur do Val (União Brasil-SP) informou na semana passada sobre sua renúncia ao cargo. A decisão foi tomada depois que o Conselho de Ética da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) aprovou abertura de um processo que poderia cassá-lo. O congressista virou alvo dos colegas depois de ter um áudio vazado no qual afirmava que as mulheres ucranianas são “fáceis” porque “são pobres”. Comentamos algumas vezes aqui sobre esse caso.

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

Campanha de apoio do Correio Sabiá: Vacina contra a desinformação

leia mais