Resumo de notícias #750 do Sabiá (31.mar) - Comece o dia voando

Resumo de notícias #750 do Sabiá (31.mar) - Comece o dia voando

Resumo de notícias #750 do Sabiá (31.mar) – Comece o dia voando

Dep. Daniel Silveira dorme na Câmara para não cumprir decisão de Moraes; Rússia reduz ataques à Ucrânia
Deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) / Fonte: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados
Deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) / Fonte: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Neste resumo você encontrará alguns desses tópicos:

  • Depois de dormir na Câmara para não cumprir decisão judicial, deputado Daniel Silveira aceita colocar tornozeleira eletrônica após bloqueio de bens;
  • Kiev tem noite tranquila após dia de avanço nas negociações com a Rússia, mas Chernihiv ainda registra diversos bombardeios;
  • Servidores do Banco Central fazem ato na Esplanada dos Ministérios e planejam paralisação nesta sexta (1º).

Este resumo foi enviado por volta das 8h para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp. Clique aqui para receber.

Clique aqui para acessar a notícia da Agenda da Semana, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para os próximos dias.

Clique aqui para se INSCREVER no Sabiá no Ar, o podcast diário do Correio Sabiá no Spotify.

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

Para ficar de olho hoje:

  • Desemprego. Divulgação da taxa de desemprego de fevereiro medida pela pesquisa mensal PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio) Contínua, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
  • Senado. O ministro Milton Ribeiro (Educação) presta esclarecimentos ao Senado
  • Eleições. Damares também disse que anunciará sua pré-candidatura para as eleições deste ano em evento no dia 31 de março no Amapá.
  • Eleições. Fim da janela partidária para políticos trocarem de partidos sem punições. 
  • Live. O presidente Jair Bolsonaro (PL) faz sua live tradicional de quinta-feira nas redes sociais.e de 2021.

Agora, pegue seu café e vamos ao resumo de notícias:

Tornozeleira eletrônica. O deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), de terça para quarta-feira desta semana, dormiu na Câmara dos Deputados para que a decisão de instalar nele uma tornozeleira eletrônica, feita pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), não pudesse ser cumprida.

Mais. Silveira chegou no seu gabinete com um travesseiro. Depois, o colega Luiz Lima (PL-RJ) teria levado um colchão

O que acontece é que a Câmara seria uma espécie de lugar “inviolável” por conta da prerrogativa parlamentar. Conforme Silveira acreditava, a polícia não poderia sair entrando por lá e agindo à revelia do congressista.

Numa nota divulgada à imprensa, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que decisões judiciais devem ser cumpridas e a inviolabilidade da Câmara, preservada. Ele disse ainda condenar o uso midiático das dependências da Casa.

Continuando. Contudo, ontem à tarde a PF (Polícia Federal) foi até a Câmara, mas não conseguiu fazer a instalação do aparelho porque o deputado não permitiu. Pelo menos foi isso o que disse uma outra nota à imprensa já no início da noite, esta da própria Diretoria-Geral da Câmara.

Mais. Silveira só mudou de posição e disse que cumpriria a determinação do ministro quando Moraes estabeleceu uma multa diária de R$ 15 mil e mandou bloquear as contas bancárias do parlamentar como garantia do pagamento da penalidade. Nessa altura, já eram quase 11h da noite desta quarta.

Moraes. Na nova decisão, com a qual determinou o bloqueio dos bens do deputado, Moraes escreveu: “Estranha e esdrúxula situação, onde o réu utiliza-se da Câmara dos Deputados para esconder-se da Polícia e da Justiça, ofendendo a própria dignidade do Parlamento, ao tratá-lo como covil de réus foragidos da Justiça.

Por fim, Moraes ainda ironizou a atitude do congressista: “Não só estranha e esdrúxula situação, mas também de duvidosa inteligência a opção do réu, pois o mesmo terminou por cercear sua liberdade aos limites arquitetônicos da Câmara dos Deputados, situação muito mais drástica do que àquela prevista em decisão judicial.”

Contexto. Silveira foi preso em fevereiro de 2021, 1 ano atrás, depois de divulgar um vídeo com ameaças aos ministros do STF. Ele passou ao regime domiciliar e foi solto definitivamente em novembro, mas ainda com várias medidas restritivas.

Desde o último sábado (26), há determinação para que ele passe a usar tornozeleira eletrônica.

Guerra. A guerra na Ucrânia também continuou ontem após as negociações entre as duas partes terem avanços na terça-feira e a Rússia anunciar uma redução drástica dos seus ataques, sobretudo em Kiev.

O anúncio de redução dos ataques não significava um cessar-fogo, conforme já tinha alertado o vice-ministro da Defesa da Rússia. E de fato não significou.

Mais. O governo de Chernihiv registrou ataques durante a noite toda. Chernihiv fica ao norte da Ucrânia e é a cidade mais bombardeada por tropas russas depois de Mariupol.

Por outro lado, em Kiev a noite teria sido tranquila, sem bombardeios, mas com disparos de sirenes e barulhos de bombas nos arredores.

Continuando. Já os Estados Unidos anunciaram mais US$ 500 milhões para a Ucrânia. E o Reino Unido anunciou uma nova rodada de sanções, com a proibição do fornecimento de assistência técnica para navios e aviões que poderiam beneficiar uma pessoa sancionada.

Em 5 semanas de guerra, o número de refugiados da Ucrânia já supera os 4 milhões. E, aqui no Brasil, conforme previsto, houve um aumento de 20% no valor do pão francês em decorrência do conflito, como mostrou ontem o Estadão.

Greve. Servidores do Banco Central fizeram ontem, quarta-feira, uma manifestação na Esplanada dos Ministérios. Eles ameaçam interromper até o PIX, caso o governo federal decida dar aumento apenas para as categorias policiais.

Mais. Entre as reivindicações dos servidores está o aumento de 26,3% para funcionários da ativa, aposentados e pensionistas. A remuneração anual de um analista é de R$ 341,1 mil. Ou seja, R$ 26,2 mil mensais. 

A ameaça de greve tem feito, inclusive, atrasar a divulgação semanal do Boletim Focus, que reúne as expectativas dos operadores do mercado sobre os principais indicadores econômicos. Nas últimas duas semanas, o boletim atrasou. 

Agora, às vésperas da greve, o presidente do Banco Central passou a defender o reajuste dos servidores.

Demissões. Após quedas do ministro da Educação, Milton Ribeiro, e do presidente da Petrobras, general Joaquim Silva e Luna, desta vez foram demitidos 6 dos 7 diretores do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada Anísio Teixeira).

Agendas. Agora ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro afirmou que não vai comparecer hoje ao Senado, onde ia dar explicações sobre o escândalo que resultou em sua demissão do MEC (Ministério da Educação).

Contexto. Senadores convidaram Milton para que prestasse esclarecimentos sobre as denúncias de influência de 2 pastores na destinação de verba da pasta aos municípios.

Mais. E hoje está previsto para ser divulgado o dado de desemprego no país pela Pnad Contínua, pesquisa realizada pelo IBGE.

Golpe. Hoje, dia 31 de março foi a data em que, em 1964, começou o golpe militar no país. E um texto assinado nesta quarta pelo ministro da Defesa, Walter Braga Netto, que é o provável vice na chapa de Bolsonaro à Presidência, afirmou que o golpe resultou no “fortalecimento da democracia” e foi um marco na evolução política do país.

Mais. Aliás, Braga Netto deixa o cargo hoje para poder disputar a eleição. Quem vai assumir o cargo de ministro da Defesa é o comandante do Exército, Paulo Sérgio Nogueira.

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

Campanha de apoio do Correio Sabiá: Vacina contra a desinformação

leia mais