Resumo de notícias #713 do Sabiá (01.fev) - Comece o dia voando

Resumo de notícias #713 do Sabiá (01.fev) - Comece o dia voando

Resumo de notícias #713 do Sabiá (01.fev) – Comece o dia voando

PF diz que Bolsonaro não prevaricou durante compra da Covaxin; STF tem sessão solene por início do Ano Judiciário
Presidente do STF, Luiz Fux, abre Ano Judiciário de 2022 / Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

O que você vai encontrar no resumo abaixo, em tópicos:

  • Bolsonaro diz que sua escolha de vice será aos ’48 do 2º tempo’; presidente confirma reajuste a ‘percentual bastante razoável’ de servidores e critica França por política ambiental;
  • PF diz que Bolsonaro não prevaricou durante negociações de compra da vacina indiana Covaxin; PGR denuncia ministro da Educação por homofobia;
  • Ministério da Saúde confirma quase 78 mil novos casos de covid-19 e 284 mortes em 24h; Chegam ao Brasil 1,8 milhão de doses pediátricas da Pfizer

Este resumo foi enviado antes, por volta das 7h, para empresas assinantes do Correio Sabiá, por e-mail. Entre em contato para receber: parceria@correiosabia.com.br

Em seguida, em formato reduzido, o resumo foi enviado pelo WhatsApp para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá. Clique aqui para receber.

E clique aqui para acessar a notícia da Agenda da Semana, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para os próximos dias.

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

5 notícias que podem ser do seu interesse:

Para ficar de olho hoje:

  • Bolsonaro visita cidades atingidas pela chuva em São Paulo
  • Sessão solene de abertura do Ano Judiciário, com discurso do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux.
  • 1ª reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) em 2022. O encontro termina no dia seguinte, com mais um anúncio de ajuste na taxa básica de juros, a Selic.
  • Divulgação das vendas de veículos da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Agora, pegue seu café e vamos ao resumo de notícias:

Política:

Ano Judiciário. Começa nesta 3ª feira (1º) o Ano Judiciário. Haverá sessão solene do STF (Supremo Tribunal Federal) para marcar a ocasião. Veja aqui os julgamentos esperados para os próximos meses na Corte.

Eleição. O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta 2ª feira (31) que a escolha de um vice para concorrer em sua chapa será feita aos “48 [minutos] do 2º tempo”. Houve acordo com o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, para que Bolsonaro fizesse a indicação. Ele deu a declaração em entrevista à Record TV. 

Reajuste salarial. Na mesma ocasião, Bolsonaro confirmou que o governo federal concederá “percentual bastante razoável de [reajuste a] todos os servidores”. 

Brasil x França. O presidente ainda criticou a política ambiental da França e disse que o país europeu “tem muito a aprender com o Brasil”. Bolsonaro afirmou que há disputa comercial. “A França concorre um pouco com commodities que se produzem no campo”.

Depoimento à PF. Sobre o depoimento presencial à PF (Polícia Federal) ao qual faltou, marcado para a última 6ª feira (28), Bolsonaro disse que faltou por orientação da AGU (Advocacia-Geral da União)

Covaxin. Já a PF (Polícia Federal) disse nesta 2ª feira (31) que Bolsonaro não prevaricou no caso da compra da vacina indiana Covaxin pelo Ministério da Saúde. A aquisição foi cancelada após acusações de corrupção. Por outro lado… A PGR (Procuradoria-Geral da República) denunciou o ministro Milton Ribeiro (Educação) por homofobia. 

Aeroporto. O leilão do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, será feita de maneira separada. A informação é do ministro Tarcísio de Freitas (Infraestrutura). Ele deu a declaração ao lado de Bolsonaro durante inauguração de uma termelétrica no Porto do Açu, em São João da Barra (RJ).

Pandemia: 

O Ministério da Saúde confirmou mais de 77.947 mil novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas. Além disso, também em 24 horas, houve 284 mortes.

Chegaram ao Brasil na madrugada desta 2ª feira (31) mais 1,8 milhão de doses pediátricas da Pfizer, que serão destinadas a crianças de 5 a 11 anos.

Economia:

O Ibovespa terminou a sessão desta 2ª feira (31) com alta de 0,21%, aos 112.143 pontos. No acumulado de janeiro, o índice teve alta de 6,98%, melhor desempenho mensal desde dezembro de 2020. Além disso, em dezembro, o Ibovespa já tinha subido quase 3%. 

Um dos motivos para o crescimento do Ibovespa é a entrada de capital estrangeiro. As ações brasileiras teriam começado o ano descontadas. Soma-se a isso o real (R$) desvalorizado.

Por outro lado, o dólar (US$) terminou o dia em baixa de 1,56%, valendo R$ 5,305 na compra e R$ 5,306 na venda. No acumulado de janeiro, a moeda americana recuou 4,86%.

Já nos Estados Unidos, o Dow Jones fechou em alta de 1,17%, a 35.131 pontos. No entanto, em janeiro, o índice recuou 3,32%. 

O S&P 500 também avançou nesta 2ª feira (31). Subiu 1,89%, a 4.515 pontos. No mês de janeiro, porém, caiu 5,30%. Foi o pior desempenho desde março de 2020. 

Por fim, a Nasdaq subiu 3,41% nesta 2ª feira (31), a 14.239 pontos, mas também teve a pior performance mensal desde o início da pandemia. Queda 8,98% em janeiro.

Campanha de apoio do Correio Sabiá: Vacina contra a desinformação

leia mais