Curadoria de notícias #784 do Sabiá (23.mai)

Curadoria de notícias #784 do Sabiá (23.mai)

Curadoria de notícias #784 do Sabiá (23.mai) – Comece o dia voando

Câmara deve limitar alíquotas de tributos sobre combustíveis Avançam ocorrências de varíola de macacos
Correio Sabiá: Bolsonaro encontrou o bilionário Elon Musk, com quem tratou sobre conectividade de escolas na Amazônia e fiscalização da região / Foto: Reprodução/Twitter
Correio Sabiá: Bolsonaro encontrou o bilionário Elon Musk, com quem tratou sobre conectividade de escolas na Amazônia e fiscalização da região / Foto: Reprodução/Twitter

Neste resumo você encontrará alguns desses tópicos:

  • Câmara deve votar nesta terça-feira (24) projeto que limita alíquotas de tributos sobre energia e combustíveis;
  • 3ª via também deve ter novos desdobramentos sobre candidato de consenso; aliados de Doria já estariam em busca de saída política, e não de judicialização;
  • Avançam os casos da varíola de macacos no mundo, sendo países da Europa, além de Austrália e Estados Unidos, os principais atingidos; Argentina também confirma ocorrência

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar o combate à desinformação.

  • Clique aqui para acessar a Agenda da Semana completa, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para os próximos dias.

Para ficar de olho hoje:

  • Eleições. O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) lança pré-candidatura ao governo de Sergipe. Sobrinha do ex-governador de Sergipe Marcelo Déda, a advogada Luciana Déda pode ser vice na chapa com Mitidieri.
  • Sabiá. O Correio Sabiá entrevistou a advogada Luciana Déda e publica reportagem exclusiva.
  • Greve. Funcionários do Tesouro Nacional decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir da próxima 2ª feira (23.mai.2022). Pedem aumento salarial de 27%. 
  • Economia. O ministro da Economia, Paulo Guedes, participa da reunião do FMI (Fórum Econômico Mundial) de 23 e 26 de maio. Será em Davos, na Suíça. O evento reúne cerca de 2.000 líderes políticos e empresariais. 
  • Ásia. Divulgação do PMI (índice de gerentes de compras) do Japão.

Agora, pegue seu café e vamos à curadoria de notícias:

Lira quer limitar alíquotas sobre energia e combustíveis

A semana mal começou e a gente já sabe muita coisa que deve movimentar o noticiário dos próximos dias. Um desses eventos é a provável votação na Câmara, na terça-feira (24), de um projeto que limita alíquotas de tributos sobre energia e combustíveis.

Basicamente, o texto do projeto considera como essenciais os bens e serviços relativos a combustíveis, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo, e isso impede a aplicação de alíquotas de tributos iguais às de produtos listados como supérfluos.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que colocaria o projeto em votação e, nas suas redes sociais, repetiu diversas vezes a palavra “essencial”, dizendo ser “essencial” que o “Estado tenha condições de proteger a população”.

Este resumo foi enviado por volta das 7h para quem financia o Correio Sabiá. O financiamento é voluntário e MUITO importante para continuarmos fazendo nosso trabalho. Em seguida, por volta das 8h, foi enviado gratuitamente para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp, como forma de distribuir conteúdo confiável nas redes e combater a desinformação. Clique aqui para receber.

Semana deve ter novos desdobramentos de candidatura da 3ª via

A semana também deve ter novos desdobramentos sobre o anúncio do candidato de consenso da 3ª via. A tendência é que o ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB), fique fora da disputa à Presidência, sendo a senadora Simone Tebet (MDB-MS) a escolhida para concorrer. Tanto que o grupo de aliados de Doria já estaria defendendo uma saída política para esse impasse, e não mais a judicialização do caso 

Aumentam os casos de varíola de macacos

Outra história que também deve permanecer no noticiário nos próximos dias é a disseminação de casos de varíola de macacos. Ao menos 15 países já relataram casos da doença, que vem sendo identificada em nações da Europa, além dos Estados Unidos e da Austrália. A Argentina também confirmou uma ocorrência.

Até agora, ao menos estes países relataram casos:

  • Reino Unido
  • França
  • Bélgica
  • Holanda
  • Alemanha (um dos infectados é brasileiro)
  • Itália
  • Suécia
  • Espanha
  • Portugal
  • Austrália
  • Estados Unidos
  • Canadá
  • Israel
  • Suíça
  • Áustria

Os sintomas são semelhantes aos da varíola tradicional: febre, dor de cabeça, dores musculares e aquelas erupções na pele –umas lesões– que começam no rosto e se espalham pelo resto do corpo, principalmente nas mãos e nos pés. 

A doença costuma ser leve, e os sintomas desaparecem sozinhos dentro de duas a três semanas. Normalmente a transmissão ocorre do macaco para o homem, apenas em regiões África. Só que a transmissão entre humanos também é possível e se dá pelo contato com lesões, fluidos corporais, compartilhamento de materiais contaminados e vias respiratórias.

Não existem tratamentos específicos ou vacinas contra a varíola dos macacos. No entanto, a OMS (Organização Mundial da Saúde) diz que a vacina para a varíola tradicional, que foi erradicada com a campanha de imunização em 1980, é até 85% eficaz para prevenir os casos dessa versão que se espalha atualmente.

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

Rússia se reagrupa novamente no leste da Ucrânia

A Rússia se reagrupou no leste ucraniano mais uma vez para focar numa das cidades que apresentam mais resistência na região separatista de Donbass. No domingo, as forças ucranianas e russas trocaram “golpes frescos”, nas palavras do New York Times, que consultou autoridades e analistas da guerra.  Uma vitória na cidade de Sievierodonetsk daria à Rússia o controle de Luhansk, uma das duas províncias que fazem parte de Donbass.

Bolsonaro e Elon Musk tratam sobre Amazônia

Por fim, o presidente Jair Bolsonaro (PL) encontrou com o bilionário Elon Musk, o homem mais rico do mundo, na sexta-feira (20), num hotel no interior de São Paulo. Quem intermediou o encontro entre os 2 foi ministro das Comunicações, Fábio Faria. O motivo da vinda de Musk teria sido para tratar com o governo brasileiro sobre Conectividade e Proteção da Amazônia.

Foram duas as pautas principais:

  • conectar 19 mil escolas na região, com uso da rede de satélites Starlink;
  • fiscalizar e proteger a Amazônia com uso da rede.

O problema é que não faltam dados sobre desmatamento. A rede brasileira já fornece as informações necessárias ao governo. O que falta é fiscalização, já que os órgãos de proteção ambiental têm sido esvaziados de quadros técnicos e também de quantidade de pessoal nos últimos anos.

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

leia mais