Curadoria de notícias #782 do Sabiá (19.mai)

Curadoria de notícias #782 do Sabiá (19.mai)

Curadoria de notícias #782 do Sabiá (19.mai) – Comece o dia voando

Lula se casa com Janja em cerimônia para 150 pessoas; Bolsonaro aciona PGR contra Alexandre de Moraes
Correio Sabiá: O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se casou com a socióloga Janja / Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se casou com a socióloga Janja / Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação

Neste resumo você encontrará alguns desses tópicos:

  • Lula e Janja se casam em cerimônia para cerca de 150 pessoas; Dilma, Haddad e Freixo comparecem ao evento;
  • Toffoli rejeita notícia-crime de Bolsonaro contra Moraes; presidente, poucas horas depois, protocola ação nos mesmos termos pela PGR;
  • Por 7 votos a 1, TCU aprova continuidade do processo de privatização da Eletrobras; na prática, conta de luz deve cair no curto prazo e aumentar depois

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar o combate à desinformação.

  • Clique aqui para acessar a Agenda da Semana completa, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para os próximos dias.

Para ficar de olho hoje:

  • Ásia. Divulgação do índice de preços ao consumidor do Japão, um dos poucos que resiste ao aumento da taxa de juros e mantém sua política de estímulos à economia. 
  • Estados Unidos. O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, recebe a primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, e o presidente da Finlândia, Sauli Niinistö, para falar sobre a candidatura dos dois países à Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).
  • Executivo. O presidente Jair Bolsonaro (PL) participa de sessão solene de ratificação de posse dos ministros Alberto Bastos Balazeiro, Amaury Rodrigues Pinto Junior, Morgana de Almeida Richa e do desembargador Sérgio Pinto Martins, no cargo de ministro do TST (Tribunal Superior do Trabalho), às 17h, em Brasília.

Agora, pegue seu café e vamos à curadoria de notícias:

Lula e Janja se casam em cerimônia para 150 pessoas

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se casou com a socióloga Janja Lula Silva na noite desta quarta-feira (18), numa cerimônia iniciada por volta das 20h para cerca de 150 pessoas, em São Paulo.

Lula é o líder das pesquisas eleitorais atualmente, e o casamento, por mais que talvez não seja determinante para você tome sua decisão de voto, é importante para uma série de brasileiros decidirem votar num político.

Por esse motivo, às vezes pode parecer fofoca comentar sobre esse assunto, mas não é o caso. O contexto mostra que é um assunto jornalística e politicamente relevante. E esse casamento ainda mostra outros detalhes importantes. Por exemplo, quem esteve na lista de 150 convidados, porque são figuras próximas ao ex-presidente e pré-candidato à Presidência:

  • a ex-presidente Dilma Rousseff;
  • o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que Lula quer emplacar como candidato ao governo de São Paulo;
  • o ex-governador de São Paulo e vice na chapa de Lula, Geraldo Alckmin (PSB);
  • o deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ), que pode ser candidato ao governo do estado do Rio neste ano.

Freixo teria o apoio do próprio Lula, mas uma parte do PT não é simpática à ideia, porque teme perder espaço político no estado ao fazer essa concessão ao PSB.

Este resumo foi enviado por volta das 7h para quem financia o Correio Sabiá. O financiamento é voluntário e MUITO importante para continuarmos fazendo nosso trabalho. Em seguida, por volta das 8h, foi enviado gratuitamente para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp, como forma de distribuir conteúdo confiável nas redes e combater a desinformação. Clique aqui para receber.

Depois de tentar o STF, Bolsonaro aciona a PGR contra Moraes

O presidente Jair Bolsonaro (PL) acionou a PGR (Procuradoria-Geral da República) pedindo a investigação do ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), por abuso de autoridade. Entre as justificativas que Bolsonaro destaca sobre o abuso de autoridade está o chamado “inquérito das fake news”, no qual o presidente está na condição de investigado. 

A ação é muito semelhante à notícia-crime que Bolsonaro protocolou no próprio Supremo contra Moraes, como eu comentei no episódio de ontem, quarta-feira. O que acontece é que a notícia-crime caiu nas mãos do ministro Dias Toffoli e foi rejeitada.

Como uma das muitas formas que encontramos de tornar o nosso Jornalismo ainda mais transparente –portanto, confiável– para você, publicamos a íntegra da notícia-crime numa reportagem nesta quarta-feira no Correio Sabiá.

3ª via: Simone Tebet fica mais perto de ser confirmada como candidata

Já a candidatura única de 3ª via continua embolada. O PSDB realizou prévias, e o ex-governador de São Paulo, João Doria, foi escolhido como candidato tucano à Presidência ao derrotar o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. 

Só que divergências políticas dentro da sigla, inclusive com o próprio Eduardo Leite, estão minando a candidatura do Doria.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso chegou a pedir publicamente que o partido respeite o resultado das prévias. No entanto, nada indica que será isso que vá acontecer.

Doria fez uma série de publicações nas suas redes sociais nesta quarta-feira. Nelas, disse que “o momento é de diálogo”. ele também compartilhou um momento tocando pagode durante as prévias do PSDB, recordando o evento do qual saiu vitorioso e procurou destacar seu trabalho político.

Só que diversos jornais noticiaram que a senadora Simone Tebet (MDB-MS) foi escolhida informalmente como candidata pelos 3 partidos que ainda restam na 3ª via: PSDB, MDB e Cidadania. O martelo seria batido no dia 24 de maio.

O clima é tão ruim no PSDB que, agora, aliados de Doria dizem que presidente do partido, Bruno Araújo, que foi destituído da coordenação da campanha do ex-governador de São Paulo, pode ter de pagar, do bolso, R$ 12 milhões gastos nas prévias do partido caso Doria não possa concorrer. 

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

TCU aprova continuação do processo de privatização da Eletrobras

Falando nisso, o TCU (Tribunal de Contas da União), por 7 votos a 1, concordou com o avanço da privatização da Eletrobras. No modelo proposto de privatização, de capitalização, serão ofertadas novas ações da Eletrobras na bolsa de valores, numa oferta que não será acompanhada pela União. Assim, a União deixará de ser a acionista controladora da empresa.

A operação deve movimentar R$ 67 bilhões, sendo que R$ 25,3 bilhões irão para o caixa do governo. Uma outra parte, de R$ 32 bilhões, será destinada à CDE (Conta de Desenvolvimento Energético), sendo que R$ 5 bilhões desse valor seriam destinados ainda neste ano. 

Na prática, para o consumidor, a tendência é que haja um pequeno alívio na conta de luz no curto prazo, em torno de 3%. Só que isso deve ser pouco sentido, porque a inflação para a conta de luz, especificamente falando, já deve ser bem elevada. Então, continuaria alta, mas menos alta. E no longo prazo, a tendência é que a venda da Eletrobras fizesse a conta ficar ainda mais alta. 

Rússia diz que 700 combatentes ucranianos se renderam em Mariupol

Agora mudando de assunto, a Rússia disse que 700 combatentes ucranianos se renderam em Mariupol, aquela cidade do sul da Ucrânia que já está sob controle russo. E a secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, disse nesta quarta-feira que não seria legal os Estados Unidos confiscarem ativos congelados do Banco Central da Rússia para ajudar na reconstrução da Ucrânia após o fim da guerra.

Neste momento, os Estados Unidos e seus países aliados já bloquearam cerca de US$ 300 bilhões em ativos do Banco Central da Rússia e as discussão sobre como financiar a reconstrução ucraniana no pós-guerra estão em andamento, assim como o processo de entrada de Finlândia e Suécia na Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

leia mais