Curadoria de notícias #771 do Sabiá (4.mai)

Curadoria de notícias #771 do Sabiá (4.mai)

Curadoria de notícias #771 do Sabiá (4.mai) – Comece o dia voando

Em encontro com Fux, Pacheco diz que eleições não podem descambar para ‘anomalias graves’
Ministro Luiz Fux em audiência com presidente do Senado Rodrigo Pacheco / Foto: Nelson Jr./SCO/STF
Ministro Luiz Fux em audiência com presidente do Senado, Rodrigo Pacheco / Foto: Nelson Jr./SCO/STF/03.mai.2022

Neste resumo você encontrará alguns desses tópicos:

  • Após encontro com Fux para tratar de atritos entre os Poderes, Pacheco diz que eleições não podem descambar para ‘anomalias graves’; Ministro da Defesa afirma que Forças Armadas estão comprometidas com a democracia; Moraes multa Silveira em R$ 405 mil e determina medidas cautelares, como uso de tornozeleira e bloqueio de bens;
  • ’Cadê os Yanomami?’: comunidade indígena é encontrada queimada após denúncia de que menina de 12 anos foi estuprada e morta por garimpeiros;
  • Copom deve aumentar taxa básica de juros nesta quarta-feira; expectativa é de alta de 1 ponto percentual, para 12,75% ao ano; Ibovespa e dólar caem no pregão de terça-feira (3).

Este resumo foi enviado por volta das 7h para quem financia o Correio Sabiá. Em seguida, por volta das 8h, foi enviado para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp. Clique aqui para receber.

Clique aqui para acessar a notícia da Agenda da Semana, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para os próximos dias.

Clique aqui para se INSCREVER no Sabiá no Ar, o podcast diário do Correio Sabiá no Spotify.

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

Para ficar de olho hoje:

  • “Super quarta”. Anúncio das decisões de política monetária –aumento (ou não) da taxa básica de juros–, tanto do Fomc, quanto do Copom.
  • Eleições. Prazo final para tirar ou regularizar título de eleitor. 
  • Ásia. Divulgação de dados de produção na China. 
  • Câmara. Eleição do presidente e dos 2º e 3º vice-presidentes da comissão especial da Câmara destinada a analisar e dar um parecer sobre o PL (projeto de lei) nº 7.419/2006, que trata sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde. A proposta altera a Lei dos Planos de Saúde (Lei 9.656/1998) e obriga planos e seguros de saúde privados a oferecer cobertura para a vacinação contra o papiloma vírus humano (HPV, na sigla em inglês).
  • Saúde. A diretoria da Anvisa realizará uma reunião extraordinária pública na próxima quarta-feira (04.mai), às 13h30, para analisar o uso emergencial do medicamento Molnupiravir para tratamento da Covid-19.

Agora, pegue seu café e vamos ao resumo de notícias:

Forças Armadas estão comprometidas com a democracia, diz ministro da Defesa

Os presidentes do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux, e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), tiveram uma reunião nesta terça-feira (3) para tratar dos atritos entre os Poderes, agravados pelo caso da condenação a 8 anos e 9 meses de prisão do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) e do posterior perdão concedido pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) ao congressista. 

Depois do encontro, Pacheco disse que não é possível permitir que o acirramento da disputa eleitoral descambe para o que chamou de “anomalias graves”, que são os pedidos feitos nos atos de 1º de Maio, por alguns manifestantes, para que haja intervenção militar, por exemplo. 

Quem também teve reunião nesta terça-feira com Fux foi o ministro Paulo Sérgio Nogueira (Defesa), que afirmou que as Forças Armadas estão comprometidas com a democracia e que os militares atuarão, no âmbito da sua competência, para garantir que o processo eleitoral transcorra normalmente. 

Enquanto isso, o ministro Alexandre de Moraes multou Daniel Silveira em R$ 405 mil e manteve as restrições impostas contra o congressista, como a obrigação de uso da tornozeleira. A multa foi determinada por causa do descumprimento de medidas anteriores. 

Segundo Moraes, a multa é aplicável mesmo após o perdão concedido por Bolsonaro, por não ter relação com o perdão em si, e sim com medidas cautelares estabelecidas anteriormente à condenação. E, para garantir o pagamento, o ministro determinou o bloqueio de todas as contas bancárias vinculadas a Silveira, assim como o bloqueio de 1/4 dos vencimentos pagos pela Câmara dos Deputados até o cumprimento integral da multa.

Câmara: CCJ cria grupo para apurar denúncias de violência contra os Yanomami

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara aprovou nesta terça-feira (3) a criação de um grupo de trabalho para acompanhar denúncias de violência contra o povo indígena Yanomami.

A criação desse grupo de trabalho ocorre após denúncias de que uma menina yanomami de 12 anos teria sido estuprada e morta por garimpeiros que exploram ilegalmente a área na comunidade Aracaçá, no estado de Roraima.

A PF (Polícia Federal) foi até a região e disse não ter encontrado indícios do assassinato. O local ainda estava vazio e queimado quando a equipe chegou.

As investigações continuam, e o caso ganhou repercussão nacional. O comediante Whindersson Nunes e o DJ Alok, por exemplo, usaram as redes sociais para questionar a queimada da comunidade. 

A Terra Indígena Yanomami é a maior do país. Tem cerca de 10 milhões de hectares nos estados de Roraima, onde fica a maior parte, e Amazonas. São mais de 28 mil indígenas que vivem na região, incluindo os isolados, em 371 comunidades.

Copom deve divulgar hoje novo aumento da taxa básica de juros

O Copom (Comitê de Política Monetária) divulga hoje o resultado da sua reunião, iniciada nesta terça-feira (3), que deve bater o martelo sobre um novo aumento da taxa básica de juros, a Selic. É esperado que a taxa suba, desta vez, do atual patamar de 11,75% para 12,75%.

Da mesma maneira, o órgão equivalente ao Copom nos Estados Unidos também informa nesta quarta-feira sobre sua decisão de reajuste dos juros no país. Também deve haver uma elevação da taxa por lá. A expectativa é de 0,5 ponto percentual. 

A gente informou sobre esses 2 eventos na Agenda da Semana do Correio Sabiá, disponível no nosso site e publicada sempre aos domingos para tentar dar maior previsibilidade ao noticiário.

Dólar volta a ser cotado abaixo de R$ 5

O Ibovespa oscilou no pregão desta terça-feira, mas acabou fechando em baixa, refletindo uma cautela com a expectativa dos anúncios sobre as taxas de juros no Brasil e nos Estados Unidos. 

A queda desta vez, a 3ª consecutiva do índice, foi de apenas 0,10%, aos 106.528 pontos. Já o dólar fechou em forte baixa, de 2,15%, a R$ 4,96. Portanto, voltou a perder o patamar de R$ 5.

Comissão do Senado aprova audiência para debater os falsos ‘hambúrgueres de picanha’

Por fim, a Comissão de Controle e Defesa do Consumidor do Senado aprovou um pedido para realização de audiência pública para debater os casos recentes de venda de “hambúrguer de picanha” e “hambúrguer de costela” que, na verdade, não têm esses ingredientes. Os 2 produtos estavam sendo vendidos pelas redes de fast food McDonald’s e Burguer King, respectivamente. 

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

leia mais