Resumo de notícias #762 do Sabiá (19.abr)

Resumo de notícias #762 do Sabiá (19.abr)

Resumo de notícias #762 do Sabiá (19.abr) – Comece o dia voando

Rússia diz ter feito 315 ataques contra a Ucrânia; 7 morrem em Lviv; Eduardo Leite mantém articulações da 3ª via
Depois de o Correio Sabiá informar que a Rússia deveria intensificar os ataques, a própria Rússia confirmou que fez 315 novos ataques à Ucrânia / Foto: Vlad D/Unsplash
Foto: Vlad D/Unsplash

Neste resumo você encontrará alguns desses tópicos:

  • Rússia diz ter feito 315 ataques contra a Ucrânia na noite de domingo para segunda; ao menos 7 pessoas morreram em ataque em Lviv, cidade perto da Polônia;
  • Por 3ª via, Eduardo Leite mantém agenda de reuniões com Paulinho da Força e Temer; PT forma federação com PV e PCdoB; Lula e Gleisi vão se reunir com Paulinho;
  • Procuradoria da República em São Paulo mostra preocupação com novo recurso que WhatsApp pretende lançar; Pioneiro no uso do app de mensagens para combater fake news, Sabiá começa a produzir e-book político exclusivo para assinantes

Este resumo foi enviado por volta das 7h para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp. Clique aqui para receber.

Clique aqui para acessar a notícia da Agenda da Semana, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para os próximos dias.

Clique aqui para se INSCREVER no Sabiá no Ar, o podcast diário do Correio Sabiá no Spotify.

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

Para ficar de olho hoje:

  • Economia. O ministro Paulo Guedes (Economia) tem reunião com o think tank CSIS (Centro de Estudos Estratégicos Internacionais)
  • Estados Unidos. Balanço da Netflix.
  • Japão. Divulgação da produção industrial e balança comercial do Japão.

Agora, pegue seu café e vamos ao resumo de notícias:

Guerra na Ucrânia. Rússia confirmou ter feito 315 ataques durante a última noite em diversos locais na Ucrânia. Portanto, estamos falando de ataques na noite de domingo para segunda. Aproveite para SEGUIR o nosso podcast, onde comentamos que deveria ocorrer uma escalada dos ataques russos.

Importante ressaltar que a maioria dos ataques têm se concentrado no leste da Ucrânia, onde há regiões separatistas pró-Moscou. Só que nem todos os ataques são por lá. Houve bombardeios, por exemplo, em Lviv, cidade no oeste próxima à Polônia. Ao menos 7 pessoas morreram.

Governo não vai interromper serviços de Saúde, diz Queiroga

Saúde. Um dia depois de anunciar que editará um ato para por fim à emergência em Saúde Pública de Importância Nacional decorrente da covid-19, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta segunda-feira (18) que nenhuma política pública da área será interrompida. 

O texto que colocará fim à emergência em saúde pública será publicado em DOU (Diário Oficial da União) na quarta-feira (20) ou até o final de semana. Ainda não está definido. A vigência vai começar 30 dias depois da publicação da norma.

É importante esclarecer que o status de “pandemia” é definido pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e vai permanecer. O que o governo vai fazer é retirar o status de emergência que foi decretado por ele próprio.

Ainda nesta segunda, os Estados Unidos retiraram 90 países, incluindo o Brasil, da lista de países não recomendados para viajar por causa da pandemia. Agora, o Brasil está na lista norte-americana de risco alto. Trata-se de uma nota 3 numa escala até 4. 

Eduardo Leite continua articulações da 3ª via

O pré-candidato à Presidência do PSDB, João Doria, teria acertado uma espécie de “trégua” com o presidente nacional da sigla, Bruno Araújo, que foi destituído do posto de coordenador da campanha do ex-governador de São Paulo na última sexta-feira (14).

Numa conversa por telefone, eles teriam definido que Araújo continuaria sendo responsável por conversar com União Brasil, MDB e Cidadania para emplacar uma candidatura única de 3ª via. Só que, enquanto isso, o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), vai se encontrar com o ex-presidente Michel Temer (MDB) para tratar de uma 3ª via. 

O PSDB já teve diversas disputas políticas internas, desde a realização das prévias do partido entre Doria e Leite até os mais recentes desdobramentos sobre Leite, primeiro, tentar emplacar uma candidatura dele à Presidência. E, depois, ser cogitado como vice numa chapa com a pré-candidata e senadora Simone Tebet (MDB-MS). Em resumo, todas as notícias mostram um grande impasse sobre quem será o nome de consenso da 3ª via para concorrer ao Palácio do Planalto.

Irritado com vaias em evento com o PT, Paulinho da Força encontra Leite e Aécio

Dando continuidade ao destaque anterior, o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), fez uma reunião nesta segunda-feira com o presidente nacional do Solidariedade, Paulinho da Força. O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) também participou junto aos 2.

Aliás, num post no Twitter, Paulinho postou uma foto do trio e disse na legenda que esteve com seu “amigo e deputado Aécio Neves” e com o ex-governador, que lhe explicou sobre “o seu trabalho para ser candidato a presidente” pela 3ª via. Já Eduardo Leite postou a mesma foto nas suas redes, mas cortou Aécio do enquadramento. Eles são do mesmo partido. 

Outra coisa importante que você precisa saber é que Paulinho estava dialogando com o PT, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), também pré-candidato à Presidência. Só que não gostou nada de ter sido vaiado por petistas num evento de centrais sindicais na última quinta-feira (13). 

Para contornar o impasse e tentar garantir o apoio do Solidariedade nas eleições deste ano, Lula e a presidente nacional do PT, a deputada federal Gleisi Hoffman (PT-PR), farão nesta terça-feira (19), às 10h, uma reunião com Paulinho, que é também presidente de honra da Força Sindical.
E para encerrar esse assunto, o PT, o PV e o PCdoB registraram nesta segunda-feira uma federação. A gente está preparando no Correio Sabiá, para quem financia nosso Jornalismo independente, um e-book com o glossário das eleições. Esse vai ser um dos conceitos que vamos explicar.

MPF teme que funcionalidade a ser lançada pelo WhatsApp aumente fake news

Num ofício enviado ao WhatsApp, a Procuradoria da República em São Paulo, que portanto faz parte do MPF (Ministério Público Federal), disse ver risco de “retrocesso” na propagação de desinformação com o novo recurso do aplicativo, chamado Comunidades, que ainda não foi lançado oficialmente no Brasil.

Atualmente, o WhatsApp só permite 256 usuários num grupo. O Comunidades permitirá reunir até 10 grupos sob um mesmo guarda-chuva, uma Comunidade. Em acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o recurso só deve entrar em funcionamento depois da eleição, o que foi criticado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

O Sabiá é pioneiro justamente na tentativa de viralizar conteúdo confiável no WhatsApp como forma de combater fake news. A gente começou lá atrás, em outubro de 2018, eleição presidencial, com um único grupo. Hoje temos 17, com 3,5 mil leitores que recebem nossa curadoria diária. E aí ampliamos nossos serviços e agora temos site e, claro, esse podcast que você está ouvindo e compartilhando com seus amigos.

Governo formaliza Victor Godoy como ministro da Educação

O governo federal oficializou a nomeação de Victor Godoy como ministro da Educação. Ele era secretário-executivo da para e assume a pasta em meio ao escândalo de uso indevido das verbas do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). A formalização de Godoy no cargo seria uma forma de blindar o MEC das indicações políticas, já que ele seria uma pessoa de perfil “técnico”.

Lembrando: o agora ex-ministro Milton Ribeiro (Educação) deixou o cargo depois de várias acusações de que 2 pastores influenciavam nas decisões sobre quais municípios deveriam receber dinheiro da pasta. O próprio Ribeiro foi gravado afirmando que os pastores Gilmar dos Santos e Arilton Moura definiam onde alocar recursos. 

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

Campanha de apoio do Correio Sabiá: Vacina contra a desinformação

leia mais