Resumo de notícias #711 do Sabiá (28.jan) - Comece o dia voando

Resumo de notícias #711 do Sabiá (28.jan) - Comece o dia voando

Resumo de notícias #711 do Sabiá (28.jan) – Comece o dia voando

FNP: prefeituras não vão aguentar reajuste de 33,24% aos professores; Moraes intima Bolsonaro a depor presencialmente
Bolsonaro durante Sessão Solene de Posse do Senhor Doutor André Luiz de Almeida Mendonça, no cargo de Ministro do Supremo Tribunal Federal / Foto: Isac Nóbrega/PR
Bolsonaro deve depor nesta 6ª feira à Polícia Federal / Foto: Isac Nóbrega/PR

O que você vai encontrar no resumo abaixo, em tópicos:

  • Frente Nacional de Prefeitos diz em nota (recebida pelo Sabiá) que os municípios não vão aguentar reajuste de 33,24% no piso salarial dos professores; Sabiá explica o assunto em seu site;
  • Moraes determina que Bolsonaro preste depoimento à PF nesta 6ª feira num inquérito que investiga o suposto vazamento de documentos sigilosos relacionados a uma investigação;
  • Brasil registra mais de 228 mil novos casos de covid-19 em 24h; houve 672 mortes nesse período

Este resumo foi enviado antes, por volta das 7h, para empresas assinantes do Correio Sabiá, por e-mail. Entre em contato para receber: parceria@correiosabia.com.br

Em seguida, em formato reduzido, o resumo foi enviado pelo WhatsApp para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá. Clique aqui para receber.

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

5 notícias que podem ser do seu interesse:

Fique de olho hoje:

  • FGV divulga o IGP-M, usado para reajuste de alguns contratos de aluguel.
  • Divulgação da taxa de desemprego de novembro medida pela Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio) Contínua. Segundo o Itaú, deve ficar em 11,5%.
  • Banco Central reporta seu relatório com estatísticas sobre crédito. O documento compila o volume de empréstimos feitos ao longo de dezembro e a taxa de inadimplência no período.
  • Bolsonaro depõe à PF (Polícia Federal), às 14h, sobre suposto vazamento de documentos sigilosos relacionados a uma investigação do órgão

Agora, pegue seu café e vamos ao resumo de notícias:

Política:

Educação. A FNP (Frente Nacional de Prefeitos) afirmou em nota, a qual o Correio Sabiá recebeu, que os municípios não vão suportar o reajuste anunciado pelo governo federal de 33,24% no piso salarial dos professores da educação básica. .

Contexto. O reajuste anunciado de 33,24% vale para todos os professores da rede básica. Só que a União tem poucos professores nessa situação. Então, o reajuste impacta muito mais duramente os estados e municípios, que ainda se queixam de insegurança jurídica. Isso porque o anunciado reajuste, segundo as prefeituras, é baseado numa lei que foi revogada.

Aliás… O presidente Jair Bolsonaro (PL) editou um decreto que regulamenta a garantia de acesso de internet para a rede pública de educação básica. O texto tem a finalidade de regulamentar um repasse da ordem de R$ 3,5 bilhões estabelecido por uma lei. Os beneficiários serão aqueles inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), além dos matriculados nas escolas das comunidades indígenas e quilombolas, bem como os professores.

Viagem presidencial. Nesta 5ª feira, Bolsonaro confirmou que deve embarcar à Rússia em meados de fevereiro. Ele foi convidado pelo presidente russo Vladimir Putin. A viagem ocorre num contexto de tensão entre aquele país e a Ucrânia. “Putin é conservador”, disse o presidente brasileiro ao explicar a ida. 

Judiciário. O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou que Bolsonaro deponha presencialmente à PF (Polícia Federal) nesta 6ª feira (28), às 14h, em Brasília. 

Contexto. O presidente é investigado por um suposto vazamento de documentos sigilosos relacionados a uma investigação do órgão. O inquérito divulgado por Bolsonaro foi aberto 10 dias depois da eleição na qual ele foi eleito para apurar uma denúncia de invasão no sistema do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). 

Aliás… O presidente do STF, Luiz Fux, cancelou as atividades presenciais da Corte por causa da variante ômicron. Ele prorrogou o teletrabalho até o fim de fevereiro.

Pandemia: 

O Ministério da Saúde confirmou mais 228.954 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas. Além disso, também em 24 horas, houve 672 mortes. 

Isso quer dizer que, desde 2ª feira (24), foram registrados 720.583 novos casos de covid no país. Os óbitos foram crescentes ao longo dos últimos dias e somam 1.988.

Economia:

Pela 3ª vez consecutiva, o Ibovespa voltou a subir nesta 5ª feira (27). Desta vez, 1,08%, a 112.489,11 pontos. Assim, o índice descolou-se dos Estados Unidos. 

O dólar chegou a operar no patamar de R$ 5,35, mas reduziu perdas ao longo do dia. Ainda assim, fechou em baixa por mais uma sessão, recuando 0,32%, a R$ 5,423 na compra e R$ 5,424 na venda.

Nos Estados Unidos, a expectativa de aperto dos juros segue pressionando as Bolsas para baixo.

O Dow Jones fechou em queda de 0,02%, a 34.160 pontos; o S&P 500 fechou em baixa de 0,54%, a 4.326 pontos; e a Nasdaq caiu 1,40%, a 13.352 pontos.

Obs.: A divulgação do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), inicialmente prevista para esta 5ª feira (27), só deve ocorrer na semana que vem.

Campanha de apoio do Correio Sabiá: Vacina contra a desinformação

leia mais