Resumo de notícias #686 do Sabiá (14.dez) - Comece o dia voando

Resumo de notícias #686 do Sabiá (14.dez) - Comece o dia voando

Resumo de notícias #686 do Sabiá (14.dez) – Comece o dia voando

Câmara deve votar trecho final da PEC dos Precatórios nesta 3ª feira (14); Queiroga diz que Saúde sofreu 2ª ataque hacker
Correio Sabiá: Comemoração do dia do Forró e Aniversário do Luiz Gonzaga / Foto: Isac Nóbrega/PR
Correio Sabiá: Bolsonaro durante comemoração do dia do Forró e Aniversário do Luiz Gonzaga, no Palácio do Planalto / Foto: Isac Nóbrega/PR

O que você vai encontrar no resumo abaixo, em tópicos:

  • Câmara deve votar trecho restante da PEC dos Precatórios nesta 3ª feira (14)
  • Câmara aprova projeto que garante contratação da energia de termelétricas a carvão em SC
  • Queiroga diz que Saúde sofreu 2º ataque hacker
  • Eleições: TSE espera 225 mil urnas novas; Contarato anuncia saída da Rede e filiação ao PT

Antes de começar a leitura do resumo, veja ainda a Agenda da Semana que o Correio Sabiá publicou na 2ª feira (13). É mais uma iniciativa do Correio Sabiá para tentar tornar o noticiário político mais simples de entender e acompanhar.

Aliás, financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

  • Clique aqui para receber o resumo do Correio Sabiá no seu WhatsApp

Câmara deve votar trecho restante da PEC dos Precatórios nesta 3ª feira (14)

É nesta 3ª feira (14) que a Câmara deve votar a proposta do Senado que altera as regras dos precatórios. Trata-se daquela parte do texto oriunda da PEC (proposta de emenda à Constituição) dos Precatórios que ainda não foi promulgada. A sessão está marcada para começar às 9h.

Pegue a calculadora: o limite no pagamento de precatórios abrirá um espaço fiscal de R$ 39,485 bilhões no Orçamento de 2022, segundo estimativa da Consultoria de Orçamento da Câmara. 

Outros R$ 4,08 bilhões serão abertos com os precatórios parcelados fora do limite, chegando a um total de R$ 43,56 bilhões. 

Somando com as mudanças no cálculo do teto de gastos já promulgadas, o espaço fiscal total será de R$ 106 bilhões a R$ 108,4 bilhões. 

Câmara aprova projeto que garante contratação da energia de termelétricas a carvão em SC

Falando em Câmara… A Casa aprovou nesta 2ª feira (13) um projeto que garante a contratação da energia gerada por termelétricas movidas a carvão mineral em Santa Catarina. 

O texto determina a prorrogação dos contratos do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda, no Sul de Santa Catarina, até 2040.

A desativação de termelétricas a combustíveis fósseis, especialmente o carvão, é um processo em andamento, como parte dos esforços globais de descarbonização. 

O Brasil assumiu o compromisso de neutralizar as emissões de gases de efeito estufa até 2050, na COP 26 (Conferência das Partes), o mais importante encontro global para tratar das mudanças climáticas.

Já o governo federal publicou ontem uma MP (medida provisória) que socorre o setor elétrico. O texto estabelece a possibilidade de estruturação de operações financeiras para as distribuidoras de energia equacionarem esses custos adicionais. 

Queiroga diz que Saúde sofreu 2º ataque hacker

O Ministério da Saúde, de acordo com o ministro Marcelo Queiroga (Saúde), sofreu um novo ataque hacker. A ocorrência foi entre o final de domingo (12) e esta 2ª feira (13). 

Em nota divulgada à imprensa e recebida pelo Sabiá na noite desta 2ª feira, o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) disse que houve “incidentes cibernéticos contra órgãos de governo” na última 6ª (10) e que o governo atua “de forma coordenada para retomada dos serviços”.

Inicialmente, o Ministério da Saúde negou os ataques. Depois, ao admitir a invasão, o ministro Marcelo Queiroga disse que a previsão de estabilização dos serviços anunciada para esta 3ª (14) deve atrasar. 

Desta vez, o ataque teria sido de menor magnitude. E-mails ficaram fora do ar, e funcionários da pasta foram avisados que não precisavam comparecer presencialmente.  

Já a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou nesta 2ª feira (13) que a variante ômicron representa um risco global “muito alto” por causa das evidências de que foge à proteção vacinal, embora os dados clínicos sobre a gravidade continuem limitados. 

Eleições: TSE espera 225 mil urnas novas; Contarato anuncia saída da Rede e filiação ao PT

Mudando de assunto, as eleições do ano que vem terão um modelo diferente de urna eletrônica. Agora, as teclas devem ficar abaixo da tela –e não mais ao lado direito. Aliás, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) espera usar 225 mil urnas novas.

As novidades foram apresentadas pelo presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, numa agenda mencionada pelo Sabiá no resumo desta 2ª feira.

Falando em eleição, o senador Fabiano Contarato anunciou sua saída da Rede e filiação ao PT. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deu as boas-vindas em rede social. 

Já no governo federal, o ministro Paulo Guedes (Economia) responsabilizou os colegas Onyx Lorenzoni (Trabalho e Previdência) e Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) por reformas não avançarem. Eles estariam dizendo que a agenda reformista tira votos.

Em seguida, após o jornal O Globo publicar essa informação e dizer que Guedes teria “batido” nos colegas, o próprio ministro da Economia entrou em contato e disse:

“Apenas digo a verdade quando perguntam por que reformas não andam: porque há quem aconselhe o presidente que reformas tiram votos. Não é bater gratuitamente, é informar por que a reforma administrativa parou.”

Campanha de apoio do Correio Sabiá: Vacina contra a desinformação

leia mais