#942: O que saber após o Carnaval para estar bem informado/a

#942: O que saber após o Carnaval para estar bem informado/a

#942: O que você precisa saber depois do Carnaval para estar bem informado/a

Correio Sabiá atualiza sobre chuvas em São Paulo, estiagem no Sul, situação Yanomami e terremoto na Síria
20.02.2023 - Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita de apoio à cidade de São Sebastião (SP) em decorrência das enchentes / Foto: Ricardo Stuckert/PR
Sabiá: Lula no dia 20 de fevereiro de 2023, cercado de autoridades, durante visita de apoio à cidade de São Sebastião (SP) em decorrência das enchentes / Foto: Ricardo Stuckert/PR

Confira a Agenda da Semana, que dá mais previsibilidade ao noticiário por listar os principais eventos, separando-os por data.

Abaixo, listamos os principais assuntos do noticiário nos últimos dias em tópicos de interesse. Você fica bem informado/a de maneira organizada.

*(Nota: esta curadoria foi publicada originalmente no dia 23 de fevereiro de 2023, às 15h40, mas recebeu atualizações para te manter mais bem informado/a).

Chuvas em São Paulo: 48 pessoas morreram; 57 estão desaparecidas; veja as medidas anunciadas pelo governo federal

As chuvas que no final de semana dos dias 18 e 19 de fevereiro atingiram fortemente a cidade de São Sebastião (SP) e outros municípios do litoral Norte do estado de São Paulo já deixaram ao menos 48 mortes e 57 pessoas desaparecidas. Mais de 2,5 mil estão desabrigadas. Os dados foram informados na quarta-feira (22) pela Defesa Civil de São Paulo.

Este foi o maior nível de chuva já registrado na região. São Sebastião foi a cidade mais atingida e decretou estado de calamidade pública. Também atingidos, os municípios de Caraguatatuba, Guarujá, Bertioga, Ilhabela e Ubatuba fizeram o mesmo.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobrevoou a região na segunda-feira (20) junto com ministros de Estado e reuniu-se com autoridades locais.

O governo federal anunciou o repasse de mais R$ 7 milhões para ações de Defesa Civil em São Sebastião (SP) e de R$ 1,6 milhão para as mesmas ações em Ubatuba e Caraguatatuba (SP). O dinheiro é para comprar cestas básicas, kits de limpeza, higiene pessoal e dormitório, além de colchões e combustível.

O governo federal também prorrogou o parcelamento da dívida ativa dos contribuintes de cidades afetadas pelas chuvas. O que venceria em fevereiro e março, agora, passa a vencer em maio e junho, respectivamente.

O Ministério da Defesa informou que empregou 1,5 mil militares em auxílio às vítimas, com transporte de 75 toneladas de suprimentos. As tropas estão sendo empregadas em: busca e socorro de vítimas, suporte a desabrigados, transporte de mantimentos e pessoas, limpeza e desobstrução de vias, segurança dos locais de doação e apoio logístico.

O NAM (Navio-Aeródromo Multipropósito) Atlântico, maior embarcação da Força Naval, atracou na região de São Sebastião para reforçar o atendimento médico aos desabrigados no dia 23 de fevereiro de 2023. O navio tem profissionais de Saúde em várias especialidades: ortopedia, cirurgião-dentista, cirurgia geral, anestesia, clínica geral, farmácia, psicologia, enfermagem e patologia clínica.

Atual presidente da Petrobras, o ex-senador Jean Paul Prates (PT-RN) anunciou que a estatal “está disponibilizando os recursos de contingência, maquinário e equipe para apoio às operações de socorro” às vítimas da chuva. 

A empresa também se manifestou em nota nos dias 22 (eis a íntegra) e no dia 23 de fevereiro (eis a íntegra). Nos comunicados, detalhou suas doações, falou sobre seu apoio logístico, a situação dos dutos da empresa e incentivou uma campanha de voluntariado. 

O Ministério das Comunicações e a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) reuniram o setor de Telecomunicações para avaliar atendimento no litoral de São Paulo. Debateram sobre:

  1. quais redes foram afetadas;
  2. respostas às demandas da população; e
  3. criação de um protocolo emergencial permanente. 

O Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania reforçou que o cidadão pode usar o serviço do Disque 100 (opção 2), disponível para as vítimas das chuvas. 

Nesta sexta-feira (24), ministros de Estado e prefeitos da região se reuniram. Eis a lista dos participantes do encontro:

  • Ministros:
    1. Sonia Guajajara (Ministério dos Povos Indígenas)
    2. Waldez Goes (Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional)
    3. Márcio França (Ministério dos Portos e Aeroportos)
  • Prefeitos:
    1. Peruíbe – Luiz Maurício (PSDB)
    2. Itanhaém – Tiago Cervantes (PSDB)
    3. Mongaguá – Márcio Cabeça (Republicanos)
    4. Cubatão – Ademário Barreto (PSDB)
    5. São Vicente – Kayo Amado (Podemos)
    6. Praia Grande – Raquel Chini (PSDB)
    7. Santos – Rogério Santos (PSDB)
    8. Guarujá – Válter Súman (PSB)
    9. Bertioga – Caio Matheus (PSDB)
    10. Eldorado – Dinoel (PL)
    11. Juquiá – Gilberto Tadashi Matsusue (PSB)
    12. Registro – Professor Nilton Hirota (PSDB)

Eis o vídeo da coletiva de imprensa realizada após o encontro:

Estiagem: governo federal anuncia mais de R$ 430 milhões para reduzir prejuízos da estiagem

Outro problema nacional é a estiagem no Rio Grande do Sul. Às 14h desta quinta-feira (23.fev), o ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, anunciou medidas para combate à estiagem. 

Uma das medidas é o anúncio de R$ 430 milhões para ações emergenciais no Rio Grande do Sul. Os recursos serão destinados à Agricultura, ao Desenvolvimento Social e à Defesa Civil.

Até a última atualização desta reportagem, 191 cidades gaúchas estão com reconhecimento federal de situação de emergência por causa da estiagem. Veja a lista completa neste link.

Yanomami: governo federal anuncia fechamento de espaço aéreo em Roraima no dia 6 de abril

Os ministérios da Defesa e da Justiça e Segurança Pública anunciaram o fechamento do espaço aéreo da TI (Terra Indígena) Yanomami em Roraima para o dia 6 de abril. Inicialmente, os ministérios trabalhavam com a data de 6 de maio. Houve a antecipação, portanto.  

Terremoto: governo federal anuncia ajuda humanitária à Síria

Por causa dos terremotos do dia 6 de fevereiro, que deixaram mais de 25 mil mortos na Síria e na Turquia, o governo federal anunciou nesta quarta-feira (22.fev) ajuda humanitária à Síria.

O governo doará 65 purificadores de água, de tecnologia e fabricação nacionais, acompanhados de “kit” voltaico para assegurar-lhes autonomia de energia. 

Segundo o governo federal, “os equipamentos têm capacidade de produzir, em seu conjunto, 364 mil litros de água pura por dia, suficientes para o abastecimento diário de pelo menos 18 mil pessoas. Adicionalmente, o país enviará 7 toneladas de alimentos desidratados nutritivos equivalentes a cerca de 280 mil refeições.”

O governo federal já havia informado anteriormente sobre o envio de ajuda humanitária à Turquia, como mostramos em nossas curadorias de notícias anteriores do Correio Sabiá. Essa ajuda humanitária, após 2 semanas na Turquia, retornou ao Brasil no dia 23 de fevereiro.

Guerra na Ucrânia: Lula fala em negociar paz

Na data em que completou 1 ano da guerra entre Rússia e Ucrânia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) publicou uma nota na qual fala sobre a necessidade de “dar voz aos que querem paz”. Defendeu que os países não envolvidos no conflito busquem o diálogo para acabar com a guerra.

Torne-se apoiador do nosso trabalho para que possamos ser cada vez mais úteis para você.

Leia ainda a curadoria anterior de notícias do Correio Sabiá.

  • Leia outras notícias recentes do Correio Sabiá:

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

leia mais