#936: Entenda como foi a viagem de Lula aos Estados Unidos

#936: Entenda como foi a viagem de Lula aos Estados Unidos

#936: Entenda como foi a viagem de Lula aos Estados Unidos

Ao longo desses dias, mostramos todos os compromissos do presidente em nossa Agenda da Semana
10.02.2023 - Presidente da República do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, durante reunião com o Presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden. Casa Branca, Washington (EUA) / Foto: Ricardo Stuckert/PR
Sabiá: Lula em reunião com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na Casa Branca, em Washington (EUA) / Foto: Ricardo Stuckert/PR
Assobio: esta curadoria de notícias foi originalmente publicada no dia 11 de fevereiro de 2023, às 13h14, mas recebeu atualizações para te deixar mais bem informado/a.

Saiba como foi o encontro em Lula com Biden, nos Estados Unidos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) encontrou com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na última sexta-feira (10.fev.2023). Esta e todas as outras atividades de Lula nos Estados Unidos estiveram em nossa Agenda da Semana, conteúdo atualizado diariamente para dar mais previsibilidade ao noticiário, com uma lista dos principais eventos políticos e econômicos.

Lula chegou numa quinta-feira (9.fev) aos Estados Unidos, como mostramos numa de nossas curadorias de notícias –publicada neste site no último dia 9; nos 18 grupos de WhatsApp do Correio Sabiá (com cerca de 4 mil leitores diários); e no podcast do Correio Sabiá disponível nas principais plataformas de streaming (saiba onde escutar).

No Correio Sabiá, sempre que possível mostramos íntegras de documentos ou damos links para as fontes oficiais, como forma de transparência com a audiência. Essa e outras diretrizes estão em nossas Políticas Editoriais, disponíveis em nossa seção Quem Somos deste site.

Durante a viagem, Lula concedeu entrevista exclusiva à CNN Internacional. O governo federal fez a transcrição completa da entrevista, com tradução em português. Consta neste link. E aqui também.

Lula também concedeu uma entrevista coletiva, após sair da Casa Branca, em sua visita oficial a Biden. O governo federal disponibilizou um link com um compilado de toda a viagem de Lula aos Estados Unidos, incluindo fotos e entrevistas. Leia aqui.

Eis abaixo o vídeo (11min32s) da entrevista coletiva de Lula após encontrar Biden:

O que Lula disse nos Estados Unidos ??

Eis abaixo algumas declarações de Lula na entrevista coletiva:

‘Primeiro, eu gostaria de dar os parabéns a vocês [jornalistas], porque essa função de jornalista deve ser muito complicada. Ficar num frio como esse aqui, esperando para fazer uma pergunta… O jornalismo é uma profissão que precisa ganhar muito bem. Muito bem!’

Torne-se apoiador do nosso trabalho para que possamos ser cada vez mais úteis para você.

‘A 2ª coisa que queria dizer a vocês [jornalistas] é que, com muita alegria, regresso ao Brasil depois de ter uma conversa longa com o presidente Biden sobre vários problemas de interesse dos Estados Unidos e do Brasil, tanto no campo da igualdade social, da igualdade racial, quanto no campo da democracia, o campo da energia limpa, a questão climática, sobretudo, e o fortalecimento da democracia.’

‘Tenho certeza que os Estados Unidos, através do presidente Biden, está muito convencido da necessidade de ajudar com que o mundo possa ser cuidado com um pouco mais de carinho, sobretudo para os países que têm muitas reservas florestais ainda, como os países da América do Sul, como o Brasil, o Congo e outros países africanos.’

‘Acho que é importante ter em conta que nós precisamos transformar a riqueza da nossa biodiversidade em algo que possa ser proveitoso para o povo brasileiro que mora na Amazônia.’

‘Eu senti muita vontade do presidente Biden em participar da construção de um fundo, sabe?, com todos os países desenvolvidos do mundo para que a gente possa tentar cuidar melhor do nosso planeta.’

‘Vocês sabem do nosso compromisso no Brasil, de até 2030 chegarmos a desmatamento zero. Vai ser um trabalho muito, muito, muito delicado. Vamos te que conversar com muitos governadores, muito prefeitos. Vamos ter que, ao invés de proibir, ajudar a incentivar as cidades a não ter que desmatar.’

‘Vamos ser muito duros com os madeireiros que cortam florestas sem nenhuma autorização ou com os garimpeiros que não têm sequer sinalização para garimpar ou para pesquisar. Nós vamos ser muito duros, porque senão a gente não cuida nem da Amazônia, nem dos indígenas, nem tampouco a gente cuida de melhorar o clima do mundo.’

‘Estou convencido de que estamos numa outra época. O Brasil volta ao cenário mundial, sabe?, utilizando sua potência política, a respeitabilidade que o Brasil conquistou, para que a gente possa junto com outros países cumprir a tarefa que nós temos que cumprir com a humanidade.’

‘Uma coisa muito importante que eu acho que precisa acontecer é que a gente tem que ter uma governança global com mais autoridades, que outros países possam participar do Conselho de Segurança, para que algumas decisões de ordem climática sejam tomadas a nível internacional. Eu senti muita disposição do presidente americano de contribuir para isso. As nossas equipes vão continuar conversando em todas as áreas para que a gente possa ter uma evolução muito, muito importante para o Brasil e para os Estados Unidos.’

10.02.2023 - Presidente da República do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, durante reunião com o Presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden. Casa Branca, Washington (EUA) / Foto: Ricardo Stuckert/PR
Lula concedeu entrevista coletiva depois de encontro com Biden / Foto: Ricardo Stuckert/PR

A viagem de Lula, que começou na quarta-feira (8), acaba neste sábado (11). O presidente tem chegada prevista a Brasília (DF) para as 20h, no horário local, como também consta em nossa Agenda da Semana.

Lula e Biden trataram, entre outros assuntos: do fortalecimento da democracia no continente (no último dia 8, completou 1 mês da realização dos atos com pautas golpistas no Brasil); das mudanças climáticas; e das relações econômicas entre os 2 países.

Já o governo brasileiro, por meio do Itamaraty (sede das Relações Exteriores), destacou no último dia 9 alguns fatores que mostram a relevância do encontro entre Brasil e Estados Unidos:

  1. “Cerca de 2 milhões de brasileiros residem nos EUA, a maior comunidade de brasileiros no mundo.”
  2. “Os Estados Unidos são o 2º parceiro comercial do Brasil [o 1º é a China], tendo-se registrado, no ano passado, intercâmbio total de cerca de US$ 88,7 bilhões, valor inédito na série histórica. Ocupam o 1º lugar como destino das exportações brasileiras de manufaturados e semimanufaturados. Além disso, são o país com o maior estoque de investimentos no Brasil, estimado em US$ 123 bilhões.”

Governo tenta repatriar brasileiros que estão na Turquia

Neste sábado (11), o Ministério das Relações Exteriores do Brasil informou que um voo da FAB (Força Aérea Brasileira), com chegada prevista para este mesmo sábado (11), traz de volta ao país 17 brasileiros que estavam na Turquia.

Turquia e Síria foram atingidas por um terremoto de magnitude 7,8 na escala Richter. Mais de 20 mil pessoas morreram.

O Itamaraty, sede das Relações Exteriores do Brasil, já havia informado em nota divulgada no último dia 8 (eis a íntegra) que o Brasil enviaria ajuda humanitária à Turquia.

Numa outra nota enviada no último dia 9, o Itamaraty também comentou sobre a ajuda enviada pelo governo brasileiro ao Chile, com objetivo de combater os incêndios florestais naquele país.

Balanço: Segundo o Itamaraty, “no momento, estima-se que há mais de 300 focos de incêndio, com mais de 40 mil hectares queimados, e registro de 26 mortes, 3 mil desabrigados e mais de 1,1 mil residências destruídas.”

Antes de embarcar aos Estados Unidos, na quarta-feira (8), Lula conversou pelo telefone com o presidente chileno Gabriel Boric para tratar da cooperação entre os 2 países.

Veja abaixo como ficou a ajuda brasileira para o Chile e para a Turquia, de acordo com o governo federal:

Chile (impactado por incêndios florestais): o governo autorizou o envio de uma aeronave da FAB (Força Aérea Brasileira) equipada para combate aos incêndios (com tripulação e equipe de campo), além de aeronaves-cisternas, veículos, equipamentos e materiais. Esse apoio reforçará a ação de 60 brigadistas liberados pelos ministérios da Justiça e Segurança Pública e do Meio Ambiente e Mudança do Clima. Outros 6 especialistas em Comando e Controle e em comportamento do fogo devem reforçar a equipe de ajuda humanitária.

Turquia (impactada por terremotos): neste caso, a ajuda brasileira ocorre por meio de ação integrada entre estados e União. O Brasil disponibiliza uma equipe de busca e resgate urbano, formada por até 22 especialistas do Corpo de Bombeiros da PMSP (Polícia Militar do estado de São Paulo). O grupo ainda contará com o suporte de integrantes do Corpo de Bombeiros Militar dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. O efetivo seguirá para Ancara, capital turca, a bordo de uma aeronave cargueira KC-390, da FAB.

Relembre ainda a nossa curadoria de notícias anterior.

Veja ainda como foi a posse de Aloizio Mercadante Político na segunda-feira (6.fev.2023) como presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Na eleição de 2022, Mercadante foi um dos coordenadores da campanha de Lula. Havia, inclusive, a expectativa inicial de que ele não pudesse ser indicado para presidir o BNDES justamente por ter atuado na campanha. Falou-se que seria necessária uma alteração na Lei das Estatais.

No entanto, o TCU (Tribunal de Contas da União) entendeu que a atuação de Mercadante na campanha foi meramente intelectual. Não houve remuneração ou qualquer tipo de formalidade que o vinculasse à campanha. Portanto, não haveria também nenhum impedimento para que fosse indicado ao BNDES.

Explicamos tudo sobre esse assunto e sobre a Lei das Estatais numa ampla reportagem publicada no Correio Sabiá. Leia abaixo:

  • Leia outras notícias recentes do Correio Sabiá:

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

leia mais