#926: Como foi a viagem de Lula à Argentina

#926: Como foi a viagem de Lula à Argentina

#926: Saiba como foi a passagem de Lula pela Argentina

Presidente confirmou que BNDES vai financiar obras de gasoduto argentino
Sabiá: 23.jan.2023: Lula encontrou o presidente da Argentina, Alberto Fernández, Casa Rosada, em Buenos Aires / Foto: Ricardo Stuckert/PR
23.jan.2023: Lula encontrou o presidente da Argentina, Alberto Fernández, Casa Rosada, em Buenos Aires / Foto: Ricardo Stuckert/PR
Assobio: esta reportagem foi publicada, originalmente, no dia 23 de janeiro de 2023, às 19h34. No entanto, fizemos atualizações para que você possa se manter bem informado/a.

Saiba como foi a passagem de Lula pela Argentina

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou nesta segunda-feira (23.jan.2023), em Buenos Aires (Argentina), a diplomacia do governo anterior, do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

‘Estou pedindo desculpas ao povo argentino por todas as grosserias que o último presidente do Brasil, que eu trato como genocida por causa da falta de responsabilidade no cuidado com a pandemia, por todas as ofensas que ele fez ao [presidente da Argentina e] companheiro Alberto Fernández’

Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República

A vice-presidente da Argentina, Cristina Kirchner, é historicamente alinhada aos governos petistas. Durante seu mandato, Bolsonaro fez diversas críticas a Kirchner e ao próprio Fernández.

Eis a declaração conjunta dos presidentes do Brasil e da Argentina nesta segunda (23).

O presidente brasileiro ainda encontraria nesta segunda (23) o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. O venezuelano, no entanto, teria cancelado a reunião.

Ao lado do presidente argentino, Lula também participou de um encontro com empresários:

Já nesta terça-feira (24.jan), ainda na Argentina, Lula participou da 7ª Celac (Cúpula da Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos). Eis a nota oficial do governo brasileiro divulgada após o encontro.

Lula ainda teve 4 reuniões bilaterais nesta terça (24). Eis os compromissos:

  1. presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel
  2. presidente do Conselho Europeu, Charles Michel
  3. diretor-geral da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), Qu Dongyu;
  4. primeira-ministra de Barbados, Mia Motley

Nesta quarta (25), Lula viaja para Montevidéo, no Uruguai, onde vai se encontrar com o presidente uruguaio Luis Lacalle Pou e com o ex-presidente uruguaio Pepe Mujica.

Sur’: eventual criação de unidade comum entre Brasil e Argentina não substituirá real e peso

Ainda sobre a visita de Lula à Argentina, talvez você tenha lido (ou escutado) notícias sobre o “sur”. Houve confusão sobre esse assunto, então vamos explicar. Trata-se de uma unidade comum –ainda em estudo– para transações financeiras e comerciais entre Brasil e Argentina.

Dessa forma, as transações financeiras e comerciais entre os 2 países seriam feitas nessa unidade (e não em real, peso ou qualquer outra moeda, como o dólar), caso os estudos avancem e essa unidade seja realmente implementada. Por enquanto, não há nada certo.

Importante (!): essa unidade comum, se implementada, não vai substituir as moedas dos 2 países: real e peso. Portanto, não se trata da criação de uma moeda única entre Brasil e Argentina. Trata-se apenas do estudo de uma unidade comum aos 2 países, válida para as transações financeiras e comerciais. É diferente, por exemplo, do euro, que substituiu as moedas de diversos países.

O governo brasileiro, inclusive, deve deixar explícito num eventual memorando de entendimento entre Brasil e Argentina que não haverá substituição das moedas dos países, para evitar ruídos nessa comunicação.

A adoção dessa unidade, uma espécie de “moeda”, tem objetivo de baratear as operações entre os 2 países, sem precisar, por exemplo, recorrer ao dólar –moeda comum nesse tipo de transação.

Governo Lula vai financiar obra na Argentina com recursos do BNDES

Lula ainda confirmou que o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) vai financiar as obras de construção de um gasoduto argentino. O valor é de quase US$ 700 milhões.

Filho 01 do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) emitiu uma nota nesta terça-feira (24) na qual critica a decisão do empréstimo ao país vizinho. Eis a íntegra:

“A proposta anunciada pelo ministro da Fazenda [Fernando Haddad] nada mais é que caridade com o chapéu alheio. Querem transformar o BNDES no que ele era antes do governo Bolsonaro, um ralo de dinheiro público. É no mínimo temerário deixar que esses empréstimos e financiamentos sejam feitos como nas primeiras gestões do PT, sem critérios técnicos e sem garantias reais. Empréstimo por amizade é doação e é também irresponsabilidade. Os nossos cofres públicos têm prioridades mais urgentes do que agradar amigos e parceiros ideológicos.”

Saiba abaixo outras notícias relevantes destes dias

Enquanto isso, no Brasil, continuam os desdobramentos sobre os atos com pautas golpistas do dia 8 de janeiro de 2023. O ex-secretário de Segurança Pública do DF (Distrito Federal), Anderson Torres, prestaria depoimento à PF (Polícia Federal) nesta segunda (23). No entanto, o evento (que constava na Agenda da Semana do Correio Sabiá) foi adiado pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), para o dia 2 de fevereiro.

Aliás, Moraes determinou nesta segunda (23) a abertura de mais 3 inquéritos para investigar os atos com pautas golpistas.

Ainda continuam os desdobramentos do socorro do governo federal aos indígenas do território Yanomami.

Contexto: Centenas de crianças (e adultos) morreram numa crise de desassistência nutricional e sanitária, com doenças que poderiam ter sido evitadas. Mostramos no Correio Sabiá que Lula visitou esses indígenas no sábado (21).

Foi montada uma operação multidisciplinar para prestar assistência humanitária aos yanomami, e o governo federal informou na manhã desta terça-feira (24) que mais de 1 mil atendimentos médicos emergenciais já foram realizados.

O balanço foi apresentado pelo secretário nacional de Saúde Indígena, Ricardo Weibe Tapeba, que disse também que o garimpo ilegal é um dos principais responsáveis por essa tragédia.

‘Isso [garimpo ilegal] tem matado os rios, matado os peixes e as comunidade acabam ficando reféns desse cenário de guerra, de horror, de medo e de morte’

Ricardo Weibe Tapeba, secretário nacional de Saúde Indígena

Veja fotos da situação dos indígenas:

Yanomami em foto que circula nas redes sociais / Foto: Twitter
Yanomami em foto que circula nas redes sociais / Foto: Twitter
Crianças Yanomami sofrem de desnutrição. Diversas imagens circulam nas redes sociais / Foto: Twitter
Crianças Yanomami sofrem de desnutrição. Diversas imagens circulam nas redes sociais / Foto: Twitter
Lula visitou os Yanomami no dia 21 de janeiro de 2023 e anunciou medidas emergenciais para o povo / Foto: Twitter
Lula visitou os Yanomami no dia 21 de janeiro de 2023 e anunciou medidas emergenciais para o povo / Foto: Twitter

Veja aqui nossa curadoria de notícias anterior:

  • Leia as últimas notícias do Correio Sabiá:

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

leia mais