#921: Plenário do STF valida decisões contra Ibaneis, Torres e terroristas

#921: Plenário do STF valida decisões contra Ibaneis, Torres e terroristas

#921: Plenário do STF concorda com decisões de Moraes contra atos golpistas

Plenário da Corte, formado por 11 ministros, dá aval às decisões individuais tomadas pelo magistrado
Ministro Alexandre de Moraes avalia estragos após vandalismo no STF / Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF
Sabiá: Ministro Alexandre de Moraes avalia estragos após vandalismo no STF / Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Decisões tomadas individualmente pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), ganharam nesta quarta-feira (11.jan.2023) o aval da maioria dos 11 ministros da Corte. Assim, os magistrados ficaram do lado de Moraes sobre:

  1. o afastamento do cargo, por 90 dias, do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB)
  2. as prisões preventivas do ex-secretário de Segurança Pública do DF (Distrito Federal), Anderson Torres, e do ex-comandante-geral da Polícia Militar do DF, coronel Fábio Vieira
  3. a dissolução, em 24 horas, dos acampamentos de golpistas nas imediações dos quartéis generais e unidades militares
  4. a desocupação de vias e prédios públicos em todo o território nacional
  5. a apreensão de ônibus que transportaram terroristas para o Distrito Federal
  6. a proibição imediata, até o dia 31 de janeiro, da entrada de ônibus e caminhões com manifestantes no DF
  7. a autorização para que a PF (Polícia Federal) obtenha todas as imagens das câmeras do DF que possam auxiliar no reconhecimento facial dos terroristas; e
  8. a determinação para que Facebook, TikTok e Twitter bloqueiem canais/perfis/contas citados na decisão, com o fornecimento de seus dados cadastrais ao STF.
Ministro Alexandre de Moraes avalia estragos após vandalismo no STF / Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF
Moraes fez vistoria na sede do STF no dia 11 de janeiro de 2023 / Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Brasília teve a segurança reforçada nesta quarta-feira (11.jan), sob ameaça de novos atos com viés golpista. Essas manifestações terroristas não voltaram a ocorrer. O interventor federal na segurança pública do Distrito Federal, Ricardo Capelli, mobilizou força máxima para conter manifestantes.

Veja abaixo duas imagens de como ficou o STF após os atos de vandalismo de manifestantes radicais que não aceitam o resultado eleitoral.

Salão Nobre do STF - Limpeza e consertos no STF após atos de vandalismo / Foto: Carlos Moura/SCO/STf
Imagem mostra o plenário do STF destruído após atos de vandalismo do dia 8 de janeiro de 2023 / Foto: Carlos Moura/SCO/STF
Salão Nobre do STF - Limpeza e consertos no STF após atos de vandalismo / Foto: Carlos Moura/SCO/STf
Neta imagem, o salão nobre do STF, passando por limpeza e consertos após atos de vandalismo / Foto: Carlos Moura/SCO/STF

Enquanto isso, no Palácio do Planalto, sede do Poder Executivo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manteve sua agenda de compromissos e participou das cerimônias de posse das ministras da Igualdade Racial, Anielle Franco, e dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara –esta a 1ª indígena a ser ministra. No mesmo evento, Lula sancionou uma lei que equipara o crime de injúria racial ao crime de racismo (inafiançável e imprescritível).

O presidente da República também teve uma reunião nesta quarta-feira (11) com o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), que foi ministro da Infraestrutura do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

O encontro é relevante porque coloca em proximidade 2 adversários políticos, já que Tarcísio foi apoiado explicitamente por Bolsonaro e derrotou o então candidato Fernando Haddad (PT), atualmente ministro da Fazenda.

Aliás, Haddad anuncia nesta quinta-feira (12.jan), às 14h30, medidas econômicas. O compromisso consta na Agenda da Semana do Correio Sabiá, onde compilamos os principais eventos políticos e econômicos para dar maior previsibilidade ao noticiário.

Ainda nesta quinta-feira (12) –e também na Agenda da Semana do Correio Sabiá–, Lula participa da cerimônia de posse da presidente da Caixa Econômica Federal, Rita Serrano. Listamos numa reportagem que recebe atualizações frequentes todos os integrantes do governo Lula em 2023.

Por fim, ainda é relevante que você saiba que as ações da Americanas devem despencar nesta quinta-feira (12), porque houve divulgação de um fato relevante ao mercado nesta quarta-feira (11), depois do fechamento das negociações.

A empresa apontou “inconsistências contábeis” estimadas em R$ 20 bilhões. Além disso, informou a saída do presidente Sergio Rial e do diretor financeiro e de relações com investidores André Covre, ambos recém-empossados.

Leia ainda no Correio Sabiá:

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

leia mais