#873: Saiba como foi a entrevista de Lula no Flow Podcast

#873: Saiba como foi a entrevista de Lula no Flow Podcast

#873: Saiba como foi a entrevista de Lula no Flow Podcast

Ex-presidente e candidato à Presidência concedeu entrevista na noite desta terça-feira (18.out.2022)
Lula participou do Flow Podcast / Foto: Reprodução
Lula participou do Flow Podcast / Foto: Reprodução

O resumo do resumo:

  • Destacamos as principais declarações de Lula no Flow Podcast; para ouvi-las, siga o podcast do Correio Sabiá na sua plataforma preferida de streaming;
  • Bolsonaro grava vídeo ao lado de Michelle e da embaixadora da Venezuela nomeada por Juan Guaidó, já que o governo brasileiro não reconhece a Presidência de Nicolás Maduro;
  • Lula entrega nesta quarta-feira (19) uma carta aos evangélicos, com compromissos conservadores caso seja eleito

Ao financiar nosso trabalho, sua experiência no Correio Sabiá fica melhor e você ainda ajuda no combate à desinformação.

  • Clique aqui para acessar a Agenda da Semana, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para hoje e para os próximos dias.

Saiba como foi a entrevista de Lula no Flow Podcast

“De vez em quando você tem que juntar os divergentes para vencer os antagônicos”

Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente do Brasil e candidato à Presidência em 2022

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), candidato à Presidência da República em 2022, concedeu entrevista ao Flow Podcast na noite desta terça-feira (18.out.2022). No auge, o programa passou de 1 milhão de espectadores assistindo ao mesmo tempo. A transmissão teve 103 minutos.

Para comparação, quando o presidente Jair Bolsonaro (PL) participou do mesmo programa, em 8 de agosto de 2022, o auge da entrevista teve pouco mais de 550 mil pessoas acompanhando. Metade. No entanto, Bolsonaro permaneceu por mais de 5 horas no Flow.

Eis a íntegra da entrevista concedida ao vivo por Lula nesta terça-feira (18):

Lula defende aliança com Alckmin

O ex-presidente falou sobre alianças. Mais especificamente, sobre a parceria com o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSB), que foi escolhido para ser seu vice, embora tenham sido adversários políticos por anos.

“Qualquer [aliança] não [vale]. O Alckmin não é qualquer coisa. O Alckmin é um cara que foi 4 vezes governador de São Paulo, o estado mais importante da federação. Ganhou todas que disputou com o PT. Significa que ele tem alguns méritos.

Então, o que acontece: eu chamei ele para ser vice, porque eu acho que vamos pegar o Brasil numa situação pior do que eu peguei em 2003. E nós, então, precisamos consertar esse país. Precisamos consertar o país. Fazer o país voltar à normalidade, fazer com que o Congresso cumpra com suas funções. Executivo executa; o Judiciário julga. E conversar com muita gente, com muito empresário, para que a gente coloque todo mundo para salvar esse país.

O Alckmin tem condição de conversar com um grupo de pessoas que eu não consigo conversar.”

Luiz Inácio Lula da Silva

É isso. Então, ele veio para ajudar a aumentar o leque de pessoas com quem a gente tem que conversar. E sobretudo a possibilidade de ajudar o [Fernando] Haddad [PT] a ganhar as eleições em São Paulo [para governador].

Você tá lembrado que em 2002 eu fui procurar um empresário. O Zé Alencar tinha uma empresa com 17 mil trabalhadores em Minas Gerais. Eu jamais imaginei ter um empresário de vice. Quando vi um discurso dele, eu falei: é esse. E levei ele para ser meu vice.”

Lula diz que é ‘pessoalmente’ contra o aborto

“Eu sou contra o aborto, sou contra o aborto porque o aborto não é bom nem para o pai, nem para a mãe, nem para ninguém.

“Mas tu é contra o aborto pessoalmente ou como política de Estado?”, perguntou Igor, apresentador do Flow Podcast.

“Eu sou contra o aborto, pessoalmente, e quem tem que decidir sobre o aborto ou não é a lei. Não é o presidente da República. É preciso parar de fetiche. É preciso parar de inventar coisas a respeito das pessoas.”

Luiz Inácio Lula da Silva
Para ouvir as declarações, recomendamos que você siga nosso podcast diário na sua plataforma preferida de streaming. Saiba onde ouvir.

Lula diz que é contra o teto de gastos

“Eu sou contra teto de gastos. E vou lhe contar por que sou contra teto de gastos.”

Luiz Inácio Lula da Silva

Quando ganhei a eleição em 2003 (sic), o Brasil tinha uma inflação de 12%, o Brasil devia para o FMI [Fundo monetário Internacional] e tinha 12% de desemprego.

Nós baixamos a inflação para 4,6%, nós reduzimos a dívida, que era de 60,5% do PIB, a dívida interna bruta, para 37,7%, nós pagamos o FMI, emprestamos US$ 15 bilhões para o FMI e juntamos 370 bilhões de díolares, coisa que o Brasil nunca tinha e geramos 22 milhões de empregos. 

Teto de gastos para garantir o que? Garantir que os banqueiros recebam o deles? E o povo pobre?

Ah, eu não posso melhorar a Saúde por causa do teto de gastos, eu nao posso melhorar a Educação por causa do teto de gastos, eu não posso fazer creche por causa do teto de gastos…’ Ou seja, só vale a pena pagar juros para os banqueiros? Eu não acho que Educação seja gasto, é investimento. Cuidar da saúde das pessoas é investimento.”

“Ninguém quer discutir teto de política social, ninguém quer discutir teto de crescimento da economia, teto de crescimento salarial. Por isso, eu sou contra.”

Luiz Inácio Lula da Silva

‘Mentiroso compulsivo’, diz Lula sobre Bolsonaro

“O problema de debater com o Bozo [sic] é que ele é um mentiroso compulsivo. Um negócio impressionante. E eu pensei que o [Paulo] Maluf que era mentiroso.”

Luiz Inácio Lula da Silva

Lula diz que Bolsonaro se comporta como pedófilo

“Deixa eu lhe falar. Ele se comporta como se fosse [pedófilo]. O tratamento que ele dá às mulheres… Você veja uma coisa: ele vai terminar o mandato de presidente… Ele nunca reuniu nenhum agrupamento de organização da sociedade. Nem favelado, nem trabalhador, nem sindicato, nem negro, nada. Ele vive por conta de alimentar os milicianos dele de mentira, porque ele tem um exército poderoso de divulgar mentira. E ele vive disso.

O comportamento agora dele, no caso das meninas da Venezuela, é um comportamento de um pedófilo, e ele percebeu isso. Por isso que ele ficou apavorado e tentou se explicar o mais rapidamente possível.”

Luiz Inácio Lula da Silva

Bolsonaro grava vídeo ao lado de Michelle sobre meninas venezuelanas

O presidente Jair Bolsonaro (PL) gravou um vídeo nesta terça-feira (18.out.2022) ao lado da primeira-dama Michelle Bolsonaro e da embaixadora da Venezuela nomeada por Juan Guaidó (presidente reconhecido pelo governo brasileiro, e não Nicolás Maduro) pedindo desculpas pelo “constrangimento” causado pela declaração de que “pintou um clima” com meninas de 14 e 15 anos venezuelanas.

Bolsonaro afirmou desta vez que seu “compromisso sempre foi o de melhor acolher e atender a todos que fogem de ditaduras”. Eis o vídeo da declaração:

No entanto, a oposição resgatou uma nova fala do presidente dizendo, também por vídeo, que as venezuelanas estavam se prostituindo. Neste caso, as declarações ocorreram há pouco mais de um mês, no dia 12 de setembro deste ano.

“Todas muito bem arrumadas, tinham tomado banho, estavam fazendo o cabelo. Venezuelanas. Estavam se arrumando para que? Alguém tem ideia, quer que eu fale? Para fazer programa. Vocês acham que elas queriam fazer isso? Qual era a fonte de sobrevivência delas? Essa!”

Jair Bolsonaro, presidente da República

Contexto: depois de ter vídeos sobre aborto, canibalismo e maçonaria que se tornaram virais nas redes sociais, Bolsonaro virou assunto do momento no Twitter após dar declarações de que “pintou um clima”, segundo ele, com uma menina venezuelana em torno de 14 ou 15 anos que estava se arrumando para “ganhar a vida”. A declaração foi usada pela oposição nas redes sociais.

Bolsonaro reúne milhares de pessoas em São Gonçalo (RJ)

O presidente (e candidato à reeleição) Jair Bolsonaro participou nesta terça-feira (18) de um evento partidário promovido pelo Partido Liberal (PL) em São Gonçalo (RJ). O evento reuniu milhares de apoiadores, além de autoridades. Eis uma lista:

  • o governador reeleito do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL):
  • o prefeito de São Gonçalo, Capitão Nelson (PL);
  • o deputado estadual eleito Douglas Ruas (PL);
  • o deputado federal Altineu Côrtes (PL-RJ).

O evento teve abertura com show da cantora gospel Cristina Mel, que cantou o hino nacional.

Evento de Bolsonaro em São Gonçalo (RJ), no dia 18 de outubro de 2022 / Foto: Divulgação/PL
Evento de Bolsonaro em São Gonçalo (RJ), no dia 18 de outubro de 2022 / Foto: Divulgação/PL

Saiba ainda os detalhes da guerra na Ucrânia numa reportagem que temos no Correio Sabiá e que recebe atualizações constantes.

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

Este resumo costuma ser enviado por volta das 7h para quem financia o Correio Sabiá. O financiamento é voluntário e MUITO importante para continuarmos fazendo nosso trabalho. Em seguida, por volta das 8h, foi enviado gratuitamente para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp, como forma de distribuir conteúdo confiável nas redes e combater a desinformação. Clique aqui para receber.

leia mais