#872: Tarcísio interrompe ato de campanha após tiroteio em SP

#872: Tarcísio interrompe ato de campanha após tiroteio em SP

#872: Tarcísio interrompe ato de campanha após tiroteio em São Paulo

Hipótese de ‘atentado’ é inicialmente afastada por autoridades e pelo próprio candidato bolsonarista
Sabiá: O presidente Jair Bolsonaro acompanhado do então Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, em Coribe (BA), dia 21 de janeiro de 2021 / Foto: Alan Santos/PR
Sabiá: o presidente Jair Bolsonaro acompanhado do então Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, em Coribe (BA), dia 21 de janeiro de 2021 / Foto: Alan Santos/PR

O resumo do resumo:

  • Tarcísio de Freitas interrompe ato de campanha ao governo de São Paulo por causa de tiroteio; ex-ministro fala em ‘questão territorial’, e não ‘política’; Haddad fala em ‘oportunismo’ bolsonarista;
  • ’Pintou um clima’: mesmo com proibição de Moraes, canal que seria vinculado ao PT no Telegram divulga vídeo que menciona declaração de Bolsonaro sobre meninas venezuelanas;
  • Aliados de Lula e Bolsonaro, Janones e Nikolas Ferreira sofrem punições nas redes sociais; campanha de Bolsonaro quer Moro mais perto

Financie o nosso jornalismo independente. Assim, você nos ajuda no combate à desinformação e ganha uma experiência ainda melhor com o Sabiá.

  • Clique aqui para acessar a Agenda da Semana, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para hoje e para os próximos dias.

Agora, pegue o seu café e vamos à curadoria completa das notícias essenciais:

Tarcísio interrompe ato de campanha após tiroteio em São Paulo

O candidato bolsonarista ao governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), teve que interromper um ato de campanha nesta segunda-feira (17.out) após um tiroteio em Paraisópolis, na zona sul da capital paulista. De acordo com Tarcísio, ele e sua equipe foram “atacados” por criminosos.

Ainda segundo o ex-ministro da Infraestrutura do presidente Jair Bolsonaro (PL), todos ficaram bem. Apenas um criminoso teria ficado ferido. O candidato deu entrevista coletiva depois do tiroteio e afirmou ter sido uma “questão territorial”, e não uma questão política.

Ao falar sobre o caso, o presidente Jair Bolsonaro, primeiro, disse que não queria se precipitar por ser “tudo preliminar ainda”. Depois, Bolsonaro afirmou que o objetivo do tiroteio era intimidar a presença do seu ex-ministro. Já a Polícia Civil de São Paulo disse ser prematuro considerar que o tiroteio tenha sido um atentado, como chegou a ser veiculado pelas redes sociais logo que o fato ocorreu.

Por fim, o adversário de Tarcísio na disputa pelo governo de São Paulo, o ex-prefeito da cidade de São Paulo Fernando Haddad (PT), afirmou que pessoas alinhadas ao bolsonarismo têm feito uso “oportunista”, político e eleitoral do tiroteio para tornar Tarcísio numa vítima de atentado, como se fosse uma “facada 2.0”, nas palavras do petista. 

Para ouvir as declarações, recomendamos que você siga nosso podcast diário na sua plataforma preferida de streaming. Saiba onde ouvir.

‘Pintou um clima’: PT usa vídeo de Bolsonaro, mesmo com proibição do TSE

Na disputa digital da eleição presidencial, um canal vinculado à campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Telegram publicou um vídeo com a fala de Bolsonaro sobre meninas venezuelanas de 14 anos. Na declaração, que mostramos no Correio Sabiá, o presidente diz que “pintou um clima”.

A novidade é que, agora, a publicação pelo canal vinculado à campanha de Lula ocorre após uma proibição do ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Contexto: depois de ter vídeos sobre aborto, canibalismo e maçonaria que se tornaram virais nas redes sociais, Bolsonaro virou assunto do momento no Twitter após dar declarações de que “pintou um clima”, segundo ele, com uma menina venezuelana em torno de 14 ou 15 anos que estava se arrumando para “ganhar a vida”. A declaração foi amplamente usada pela oposição nas redes sociais.

Eis a repercussão:

  • Bolsonaro disse que o PT “ultrapassou todos os limites” ao vinculá-lo a pedofilia.
  • A primeira-dama Michelle Bolsonaro disse que o marido tem mania de dizer “pintou um clima” para tudo.
  • O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Alexandre de Moraes, determinou a retirada do vídeo das plataformas digitais e proibiu o uso político pela oposição.
  • Já as meninas venezuelanas disseram que a casa fazia parte de um abrigo social e que, no dia, havia prática de estética. 

Janones e Nikolas Ferreira enfrentam restrições nas redes sociais

Os aliados de Lula e Bolsonaro –o deputado federal André Janones (Avante-MG) e o deputado federal eleito Nikolas Ferreira (PL-MG), respectivamente– tiveram problemas nas redes sociais. Janones teve o perfil do TikTok derrubado. Nikolas Ferreira estaria proibido de fazer lives no Instagram.

Campanha de Bolsonaro quer Moro mais atuante

Enquanto isso, integrantes da campanha de Bolsonaro querem maior participação do senador eleito e ex-juiz Sergio Moro (União Brasil-PR), que foi ao debate na Band como convidado do presidente.

Lembrando: Moro deixou o governo federal acusando Bolsonaro de tentar interferir na PF (Polícia Federal) para beneficiar os filhos. 

Saiba ainda os detalhes da guerra na Ucrânia numa reportagem que temos no Correio Sabiá e que recebe atualizações constantes.

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

Este resumo costuma ser enviado por volta das 7h para quem financia o Correio Sabiá. O financiamento é voluntário e MUITO importante para continuarmos fazendo nosso trabalho. Em seguida, por volta das 8h, foi enviado gratuitamente para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp, como forma de distribuir conteúdo confiável nas redes e combater a desinformação. Clique aqui para receber.

leia mais