#863: PT busca PDT, União Brasil, MDB e até PSDB para o 2º turno

#863: PT busca PDT, União Brasil, MDB e até PSDB para o 2º turno

#863: PT tenta atrair PDT, MDB, União Brasil e até PSDB para o segundo turno

Presidente do PT, Gleisi Hoffmann disse que espera ter definições até esta quarta-feira (5)
Lula vota no estado de São Paulo / Foto: Ricardo Stuckert
Sabiá: Lula vota no estado de São Paulo / Foto: Ricardo Stuckert

Neste resumo você encontrará alguns desses tópicos:

  • PDT e Cidadania se reúnem nesta terça-feira (4) para discutir apoio a Lula no 2º turno, como consta na Agenda da Semana do Correio Sabiá;
  • Gleisi e Lula dizem que já procuraram PDT, de Ciro Gomes, MDB, de Simone Tebet, União Brasil, de Soraya Thronicke, e PSDB; definição de apoio deve ocorrer até quarta (4), diz Gleisi;
  • Bolsonaro recebe apoio do PSC e de Dallagnol; presidente escala aluados evangélicos para percorrer Nordeste e tentar virar votos a favor de Lula; governo antecipa pagamento de auxílios em mês de 2º turno

Financie o nosso jornalismo independente. Assim, você nos ajuda no combate à desinformação e ganha uma experiência ainda melhor com o Sabiá.

  • Clique aqui para acessar a Agenda da Semana, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para hoje e para os próximos dias.

Agora, pegue o seu café e vamos à curadoria das notícias essenciais:

PT quer definir apoios no 2º turno até esta quarta (5), diz Gleisi

Gleisi Hoffmann (PT-PR), deputada federal, presidente nacional do PT e integrante da coordenação de campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em declarações nesta segunda-feira (3.out.2022) após reunião da coordenação de campanha:

“Já tivemos contato com o PDT, com o presidente do PDT, com o [Carlos] Lupi, já chamamos para uma conversa, senti muita disposição em conversar. Dissemos a ele que gostaríamos muito de ter o Ciro Gomes na nossa campanha. E aqui a avaliação é unânime em relação a isso. Já conversamos também com o MDB, dissemos que queremos sentar para conversar. Já estamos marcando horário para isso. Queremos ter muito a Simone [Tebet] na nossa campanha. Achamos importante, até pelo que ela representa na defesa da democracia.”

“E também estamos conversando com o União Brasil, queremos ter a Soraya [Thronicke] junto conosco. E também estamos procurando o PSDB para que a gente possa conversar para a gente poder (…) marchar juntos e ter eles conosco na campanha nacional, até porque já temos um grande número de lideranças e de personalidades do PSDB que estão conosco nessa caminhada. Espero que até terça (4) ou quarta-feira (5) já tenhamos essas definições para estarem do nosso lado.” 

As palavras da deputada federal reeleita Gleisi Hoffmann dão o tom de como será a postura do PT neste 2º turno, em busca de apoios de outros partidos que já saíram da disputa presidencial.

Partidos e autoridades respondem sobre possível parceria com o PT 

O candidato derrotado Ciro Gomes (PDT) disse que vai seguir a decisão do seu partido sobre quem apoiar no 2º turno. Se o PDT seguir sua linha histórica, definirá apoio ao Lula. Aliás, o PDT se reúne nesta terça-feira (4) para definir esse apoio. O encontro consta na Agenda da Semana do Correio sabiá, publicada no site aos domingos e atualizada frequentemente para que você tenha mais previsibilidade do noticiário. 

A candidata derrotada Simone Tebet (MDB) estaria dependendo de um diálogo direto com o próprio Lula para definir seu apoio ao petista). 

O presidente do Cidadania, Roberto Freire, que integrou a candidatura de 3ª via de Simone Tebet, afirmou que apoia Lula no 2º turno. Trata-se de uma posição pessoal, mas o mesmo deve valer para o partido, que também se reúne nesta terça-feira (4) para definir o apoio.

Estratégias de Bolsonaro para o 2º turno

O PSC (Partido Social Cristão), que se manteve neutro no 1º turno, declarou que apoiará o presidente Jair Bolsonaro (PL) no 2º turno da eleição.

Da mesma forma, o ex-coordenador geral da Lava-Jato, Deltan Dallagnol, que agora virou político e se elegeu deputado federal pelo partido Podemos, do Paraná, declarou que apoia Bolsonaro.

O presidente ainda escalou alguns aliados evangélicos para percorrer o Nordeste, região na qual teve seu pior desempenho, para tentar virar votos a seu favor.

O governo federal, por meio da Caixa, anunciou nesta segunda-feira (3) a antecipação dos pagamentos do Auxílio Brasil e do Auxílio Gás de outubro. Os créditos ocorrem, normalmente, nos últimos 10 dias úteis de cada mês, mas neste mês de eleição cairão mais cedo nas contas dos beneficiários, a partir do dia 11, terça-feira que vem. No dia da votação em 2º turno, todos já terão recebido os valores.

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

Este resumo foi enviado por volta das 7h para quem financia o Correio Sabiá. O financiamento é voluntário e MUITO importante para continuarmos fazendo nosso trabalho. Em seguida, por volta das 8h, foi enviado gratuitamente para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp, como forma de distribuir conteúdo confiável nas redes e combater a desinformação. Clique aqui para receber.

leia mais