#838: Deflação: preços caem 0,68% em julho

#838: Deflação: preços caem 0,68% em julho

Sabiá #838: Preços caem 0,68% em julho

Queda de 4,51% no valor dos Transportes puxou IPCA de julho para a menor taxa histórica desde 1980
Sabiá: Imagem mostra 4 moedas de real (R$), sendo duas de R$ 1, uma de R$ 0,50 e outra de R$ 0,25 / Foto: Eduardo Soares/Unsplash
Por outro lado, expectativa do Banco Central é que juros continuem elevados por longo período, conforme ata divulgada nesta terça-feira (09.ago.2022) / Foto: Eduardo Soares/Unsplash
Neste resumo você encontrará alguns desses tópicos:
  • Após queda geral dos preços (deflação) de 0,68% em julho, acumulado da inflação em 2022 volta a ficar dentro do teto da meta estabelecida pelo Banco Central; setor de Transportes puxou queda: -4,58%;
  • Banco Central diz que taxa Selic deve ficar alta por longo período; governo federal sanciona Diretrizes Orçamentárias de 2023 com salário mínimo de R$ 1.294;
  • Bolsonaro promete em plano de governo ampliar faixa de isenção do Imposto de Renda para quem ganha até R$ 6.060 por mês; patamar atual é de R$ 1.903,98 mensais

Financie o nosso jornalismo independente. Assim, você nos ajuda no combate à desinformação e ganha uma experiência ainda melhor com o Sabiá.

  • Clique aqui para acessar a Agenda da Semana, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para hoje e para os próximos dias.

Agora, pegue o seu café e vamos à curadoria das notícias essenciais:

Queda dos Transportes (-4,51%) puxa IPCA de julho para baixo

Puxado principalmente pelo grupo de Transportes (-4,58%), o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de julho foi de -0,68%. Exatamente: variação negativa. Chama-se deflação a queda geral dos preços, enquanto a conhecida inflação é o aumento. A divulgação ocorreu nesta terça-feira (09.ago.2022), feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Esse resultado de -0,68% foi o menor de toda a série histórica do IPCA, iniciada em janeiro de 1980.

Dessa forma, a inflação acumulada nestes 7 meses de 2022 agora é de 4,77%. Até junho (6 primeiros meses do ano), essa mesma variação era maior, de 5,45%.

Veja abaixo mais alguns dados sobre a inflação medida pelo IPCA para ter pontos de comparação com o resultado de julho deste ano:

  • No acumulado dos últimos 12 meses, a alta geral dos preços é de 10,07%. Antes, nos 12 meses acumulados até junho, era de 11,89%.
  • No mês imediatamente anterior, junho de 2022, a alta dos preços foi de 0,67%.
  • Já no mês de julho do ano passado, a alta dos preços foi de 0,96%.

Outra agenda relevante que comentamos que ocorreria nesta terça-feira (9) era a divulgação da ata da reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) que resultou no aumento da taxa básica de juros, a Selic, para 13,75% ao ano. O Banco Central disse nesse documento que a Selic deve ficar alta por um período longo.

Bolsonaro sanciona parcialmente Diretrizes Orçamentárias de 2023

Foi sancionado parcialmente o PL (projeto de lei) de Diretrizes Orçamentárias de 2023, encaminhado pelo Congresso Nacional. Estima-se, para o ano de 2023:

  • o crescimento real do PIB (Produto Interno Bruto) em 2,5%;
  • o IPCA em 3,3%;
  • a taxa básica de juros, a Selic, em 10%;
  • a taxa de câmbio média de R$ 5,3/US$.

Além disso, veja abaixo a expectativa desses indicadores para os outros anos (2024 e 2025):

  • a estimativa do crescimento do PIB é mantida em de 2,5% tanto em 2024 como em 2025;
  • é prevista a estabilidade do IPCA em 3,0% em 2024 e 2025;
  • a taxa Selic alcançaria o índice de 7,7% em 2024 e 7,1% em 2025;
  • o câmbio médio manteria o patamar de R$ 5,3/US$ em 2024 e em 2025.

Quanto ao salário mínimo, o projeto prevê que, em 2023, o valor passará para R$ 1.194,00, considerando-se a correção monetária pelo INPC (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

No entanto, em comunicado à imprensa recebido pelo Correio Sabiá, a Secretaria-Geral da Presidência da República ressaltou que “a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) não altera o valor do salário mínimo diretamente, sendo esse valor apenas uma estimativa para ser considerada na Lei Orçamentária de 2023 (LOA 2023). O aumento efetivo dependerá de uma lei específica para tratar da questão.”

Aliás, aproveitando esse gancho para falar um pouco de eleição, o presidente Jair Bolsonaro (PL) prometeu em seu plano de governo isentar da cobrança de Imposto de Renda aqueles trabalhadores que recebem até R$ 6.060 por mês (o salário mínimo é de R$ 1.212) ou o equivalente a R$ 72.720 por ano.

Atualmente, a isenção vale até aqueles que recebem R$ 1.903,98 por mês, o equivalente a R$ 22.847,76 por ano. 

Fachin participa de última sessão plenária no TSE

Por fim, o ministro Edson Fachin, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), participou da sua última sessão plenária no comando da Corte Eleitoral nesta terça-feira (9) e declarou que “a democracia se verga, mas não se dobra nem quebra com as fake news”. 

Fachin vai deixar o cargo, formalmente, na semana que vem. O ministro Alexandre de Moraes, atual vice-presidente do TSE, é quem vai assumir a presidência da Corte a partir do dia 16 de agosto, que é quando começa oficialmente a campanha eleitoral. Portanto, será Moraes o presidente do TSE durante a eleição deste ano.

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

Este resumo foi enviado por volta das 7h para quem financia o Correio Sabiá. O financiamento é voluntário e MUITO importante para continuarmos fazendo nosso trabalho. Em seguida, por volta das 8h, foi enviado gratuitamente para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp, como forma de distribuir conteúdo confiável nas redes e combater a desinformação. Clique aqui para receber.

leia mais