#831: Petrobras reduz de novo a gasolina às distribuidoras

#831: Petrobras reduz de novo a gasolina às distribuidoras

Curadoria #831 do Sabiá: Petrobras reduz de novo a gasolina às distribuidoras

Valor da gasolina passará de R$ 3,86 para R$ 3,71 por litro, o que equivale a uma redução de -3,88%
Sabiá: Petrobras anunciou 2 reajustes (para baixo) no valor da gasolina em 10 dias / Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Sabiá: Petrobras anunciou 2 reajustes (para baixo) no valor da gasolina em 10 dias / Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Neste resumo você encontrará alguns desses tópicos:

  • Petrobras anuncia mais um reajuste na gasolina para as distribuidoras, de R$ 3,86 para R$ 3,71, que começa a valer a partir desta sexta-feira (29);
  • Brasil cria mais de 277 mil vagas formais de emprego; PIB dos EUA no 2º trimestre cai -0,9%; Ibovespa avança mais uma vez e fecha acima dos 102 mil pontos; dólar fecha a R$ 5,16;
  • Carta em defesa da democracia bate 300 mil assinaturas; Bolsonaro diz que documento é patrocinado por banqueiros; bolsonaristas comparam PIX ao lucro dos bancos com o PT

Financie o nosso jornalismo independente. Assim, você nos ajuda no combate à desinformação e ganha uma experiência ainda melhor com o Sabiá.

  • Clique aqui para acessar a Agenda da Semana, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para hoje e para os próximos dias.

Agora, pegue o seu café e vamos à curadoria das notícias essenciais:

Petrobras reduz pela 2ª vez em julho o preço da gasolina nas distribuidoras

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (28) uma outra redução no valor da gasolina às distribuidoras, que começa a valer a partir desta sexta (29). Desta vez, o preço médio do combustível passou de R$ 3,86 para R$ 3,71, uma redução de R$ 0,15 que equivale a -3,88%.

A última redução anunciada pela Petrobras para a gasolina nas distribuidoras tinha sido no dia 19 deste mesmo mês (começando a valer no dia 20), quando o preço caiu de R$ 4,06 para os R$ 3,86 ora reduzidos a R$ 3,71.

Vale lembrar que a gasolina não tinha sofrido nenhuma redução neste ano para as distribuidoras até este mês de julho. Muito pelo contrário. Foram 3 aumentos: o 1º em janeiro; depois, em março; por fim, em junho. 

De janeiro a julho, portanto, o valor da gasolina para as distribuidoras saltou de R$ 3,09 para R$ 4,06, uma alta de aproximadamente 28%. Agora, em julho, a queda beira os 9%.

A Petrobras ainda divulgou o seu balanço do 2º trimestre deste ano. A estatal informou que lucrou R$ 54,33 bilhões no período, bem acima do esperado. Essa quantia é 26,8% maior do que a registrada no mesmo período do ano passado.

No Ibovespa, a petroleira também subiu forte, quase 3% (exatamente 2,99%), no caso das ações preferenciais. Aliás, o Ibovespa voltou a fechar em alta, desta vez de 1,14%, aos 102.596 pontos. Já o dólar recuou mais uma vez: caiu 1,67%, a R$ 5,16. 

Houve, nesta quinta-feira (28), duas outras notícias econômicas relevantes:

  1. O Brasil criou 277 mil vagas formais de emprego em junho, de acordo com os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), feito pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Essa quantidade é bem acima do esperado, de aproximadamente 240 mil vagas. 
  2. O PIB (Produto Interno Bruto) dos Estados Unidos no 2º trimestre recuou -0,9%. Foi o 2º trimestre seguido de queda, considerado que o 1º trimestre deste ano teve um recuo de -1,6%. 
Centro de Distribuição da Petrobras no SIA, Terminal Terrestre de Brasília, onde se armazena e distribui produtos da companhia para os postos de combustíveis do Distrito Federal / Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil
Centro de Distribuição da Petrobras no SIA, Terminal Terrestre de Brasília, onde se armazena e distribui produtos da companhia para os postos de combustíveis do Distrito Federal / Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Carta em defesa da democracia passa de 300 mil assinaturas

A carta em defesa da democracia, que reúne assinaturas de milhares de pessoas, entre empresários, juristas e artistas, por exemplo, além de integrantes da sociedade civil, bateu 300 mil assinaturas na noite desta quinta-feira (28).

O presidente Jair Bolsonaro (PL), no entanto, disse que o documento é patrocinado por banqueiros. De fato, há banqueiros entre os mais de 300 mil signatários.

Nas redes bolsonaristas, há compartilhamentos de mensagens que mostram que o PIX, que caiu no gosto popular por ser um meio de pagamento instantâneo e fácil, sem pagamento de taxas aos bancos, desagradou o setor bancário.

Os bolsonaristas ainda comparam a inovação desse meio de pagamento com o lucro obtido pelos bancos durante os governos do PT.

Já o ministro Paulo Sérgio Nogueira (Defesa) assinou um outro documento nesta quinta-feira, mas de teor semelhante à carta em defesa da democracia, no qual se compromete a “continuar promovendo e fortalecendo a paz no Hemisfério. 

Chamado de Declaração de Brasília, o documento assinado por Nogueira foi também assinado por outros ministros da Defesa da América. O texto ainda cita a expectativa de que haja uma solução para a guerra na Ucrânia.  

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

Este resumo foi enviado por volta das 7h para quem financia o Correio Sabiá. O financiamento é voluntário e MUITO importante para continuarmos fazendo nosso trabalho. Em seguida, por volta das 8h, foi enviado gratuitamente para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp, como forma de distribuir conteúdo confiável nas redes e combater a desinformação. Clique aqui para receber.

leia mais