#827: Como foi o lançamento da candidatura de Bolsonaro pelo PL

#827: Como foi o lançamento da candidatura de Bolsonaro pelo PL

Curadoria #827 do Sabiá: Como foi o lançamento da candidatura de Bolsonaro à reeleição

Presidente enalteceu mulheres, criticou adversários, elogiou Lira e renovou promessas
Sabiá: O presidente Jair Bolsonaro junto de seu filho, o senador Flávio Bolsonaro, antes da convenção do PL /Foto: Reprodução/Twitter
O presidente Jair Bolsonaro junto de seu filho, o senador Flávio Bolsonaro, antes da convenção do PL / Foto: Reprodução/Twitter

Neste resumo você encontrará alguns desses tópicos:

  • PL lança candidatura de Bolsonaro à reeleição com Braga Netto de vice; Leia a íntegra do discurso de Bolsonaro na convenção do PL;
  • Bolsonaro exalta mulheres, chama Arthur Lira de ‘amigo de longa data’ e ‘dono da pauta’, promete Auxílio Brasil permanente de R$ 600 se for eleito e convoca apoiadores a fazer nova manifestação no 7 de Setembro;
  • Moraes manda prender ex-candidato a vereador pelo PSL; OMS declara emergência global por causa da varíola dos macacos

Financie o nosso jornalismo independente. Assim, você nos ajuda no combate à desinformação e ganha uma experiência ainda melhor com o Sabiá.

  • Clique aqui para acessar a Agenda da Semana, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para hoje e para os próximos dias.

Agora, pegue o seu café e vamos à curadoria das notícias essenciais:

PL formaliza candidatura de Bolsonaro no Rio de Janeiro

O PL (Partido Liberal) lançou, oficialmente, a candidatura do presidente Jair Bolsonaro (PL) à reeleição neste domingo (24), num evento no Maracanazinho, no Rio de Janeiro, para cerca de 10 mil pessoas.

No mesmo evento, o ex-ministro da Defesa e da Casa Civil Walter Souza Braga Netto foi confirmado como vice na chapa com Bolsonaro. Só que Braga Netto, como de costume, não discursou.

Ele ficou no palco junto com várias autoridades, incluindo integrantes do chamado Centrão (grupo de partidos políticos sem coloração ideológica bem definida).

Entre essas autoridades estava, por exemplo, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que foi vaiado no evento. Só que Bolsonaro, em seu discurso, elogiou o presidente da Câmara, a quem chamou de “amigo de longa data”.

Outras autoridades que também estavam presentes foram: 

  • senador Fernando Collor (PTB-AL);
  • ministro Ciro Nogueira (Casa Civil), que é senador licenciado pelo PP do Piauí;
  • ministro Fábio Faria (Comunicações), deputado federal licenciado pelo PP do Rio Grande do Norte;
  • senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), filho 01 do presidente Jair Bolsonaro;
  • deputada federal Tereza Cristina (PP-MS), ex-ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e pré-candidata ao Senado.

Aliás, Bolsonaro deu destaque especial à Tereza Cristina e ficou abraçado com ela durante uma parte do seu discurso, o que pode ser interpretado como um gesto político para se aproximar do eleitorado feminino, com o qual ele enfrenta mais resistência.

Além de exaltar as mulheres, Bolsonaro também renovou promessas em seu discurso. Ele sugeriu, por exemplo, a continuidade do Auxílio Brasil no valor de R$ 600. O benefício social foi ampliado, mas a princípio a medida só vale até o fim desse ano. 

Além disso, Bolsonaro também subiu o tom contra adversários, criticou diversas vezes o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que é seu principal adversário na corrida presidencial, e convocou seus apoiadores fazerem uma nova manifestação no 7 de Setembro. 

O presidente também criticou integrantes do STF (Supremo Tribunal Federal) e governadores, principalmente aqueles do Nordeste, dizendo que a população “experimentou um pouquinho” o que é ditadura durante a pandemia, quando alguns chefes estaduais determinaram medidas de isolamento social.

Num determinando momento, Bolsonaro disse que “nem em guerra se fecha uma igreja ou templo religioso”, num outro aceno ao seu eleitorado: os evangélicos. 

Aliás, quem também discursou foi a primeira-dama Michelle Bolsonaro, que direcionou o seu discurso, justamente, ao eleitorado evangélico.

Avante lança candidatura de André Janones; MDB lança Simone Tebet na quarta-feira (27)

No final de semana, o Avante lançou a candidatura do deputado federal André Janones (MG) à Presidência. 

Nesta semana, deve haver notícias sobre o MDB, que tem a convenção marcada para o dia 27 para oficializar a indicação da senadora Simone Tebet (MDB-MS).

O problema: vários caciques do MDB que querem apoiar Lula no 1º turno, motivo pelo qual o ex-presidente Michel Temer (MDB) chegou até a se reunir com o presidente nacional do MDB, Baleia Rossi (SP).

Chamado de “golpista” pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT), Temer disse ser difícil o apoio neste 1º momento.

Moraes manda prender ex-candidato a vereador

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal) e do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), mandou prender o ex-candidato a vereador Ivan Pinto na última sexta-feira (22).

Ele concorreu ao cargo em Belo Horizonte, Minas Gerais, pelo PSL, antigo partido do presidente Jair Bolsonaro. Atualmente, é filiado ao União Brasil.

Pinto foi acusado de ameaçar o Estado Democrático de Direito com ataques ao STF e a políticos como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Na decisão, o ministro Alexandre de Moraes afirmou que “liberdade de expressão não é agressão”.

Por fim, a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou que a varíola dos macacos é uma emergência global. Houve mais de 16 mil casos registrados em 75 países. 

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

Este resumo foi enviado por volta das 7h para quem financia o Correio Sabiá. O financiamento é voluntário e MUITO importante para continuarmos fazendo nosso trabalho. Em seguida, por volta das 8h, foi enviado gratuitamente para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp, como forma de distribuir conteúdo confiável nas redes e combater a desinformação. Clique aqui para receber.

leia mais