Conheceu o Sabiá agora? Entenda quem somos e qual a nossa história

Conheceu o Sabiá agora? Entenda quem somos e qual a nossa história

Conheceu o Sabiá agora? Entenda quem somos e qual a nossa história

Há 4 anos levamos informação confiável pelas redes e já fomos reconhecidos pelo ICFJ e Google
Correio Sabiá começou divulgando notícias pelo WhatsApp e, desde então, acumula voos cada vez mais altos com foco em sua audiência / Arte: Alex Abreu
Correio Sabiá começou divulgando notícias pelo WhatsApp e, desde então, acumula voos cada vez mais altos com foco em sua audiência / Arte: Alex Abreu

*Assobio: este texto NÃO é uma reportagem. Trata-se de um texto com fins de transparência entre o Correio Sabiá e seus leitores, para quem estiver conhecendo esta startup jornalística agora.

Talvez você ainda não nos conheça porque somos novos, mas já temos bastante reconhecimento pelo trabalho jornalístico independente que fazemos ao longo destes últimos 4 anos. O Correio Sabiá:

  • foi uma das 16 startups jornalísticas contempladas em 2022 num programa de aceleração do Google News Initiative, que prevê mentorias e suporte financeiro;
  • foi selecionado em 2020 num programa de Empreendedorismo e Inovação para a América Latina do ICFJ (International Center for Journalists); e
  • é integrante da Ajor (Associação de Jornalismo Digital).

O Jornalismo independente que fazemos levou o criador e diretor do Correio Sabiá, o jornalista Maurício Ferro, a Washington (Estados Unidos) em setembro, a convite do ICFJ, numa viagem a trabalho financiada pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos.

Havia representantes de 11 países da América Latina na viagem que teve 12 dias de duração. Neste período, houve palestras com algumas das maiores autoridades do Jornalismo no mundo. Alguns temas:

  • fact-checking;
  • Jornalismo investigativo;
  • criação de produtos digitais sustentáveis;
  • elaboração de newsletters;
  • engajamento de audiência.

Além disso, o diretor do Correio Sabiá foi palestrante na edição deste ano do Congresso Internacional da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), num painel gravado chamado “Aprenda a divulgar notícias pelo WhatsApp”. Publicamos uma reportagem a respeito.

Criador e diretor do Correio Sabiá, Maurício Ferro, viaja a Washington para representar a startup em duas semanas de aprendizado com referências do Jornalismo / Foto: Renata Cabral
Criador e diretor do Correio Sabiá, Maurício Ferro, viajou a Washington para representar a startup em duas semanas de aprendizado com referências do Jornalismo / Foto: Renata Cabral

História do Correio Sabiá começou no WhatsApp

O Correio Sabiá é um jornal independente que surgiu no WhatsApp, em outubro de 2018. Portanto, há 4 anos existe esta startup.

O objetivo de criar o Correio Sabiá era combater a desinformação justamente no aplicativo de mensagens em que havia maior proliferaçnao de fake news. A aposta era: se as pessoas viralizavam informação falsa, poderiam fazer o mesmo com Jornalismo profissional e confiável. Contamos sobre isso num artigo no IJNet (International Journalists Network).

De 1 grupo, o Correio Sabiá saltou para uma base de 3,5 mil leitores diários distribuídos em 18 grupos de WhatsApp, recebeu a bolsa do ICFJ em empreendedorismo e inovação pelo trabalho inovador prestado de combate à desinformação, lançou este site e podcast diário (que pode ser encontrado nas principais plataformas de streaming) e tem presença em todas as redes sociais (@correiosabia). Por fim, houve a seleção no programa de aceleração no Google.

Ainda é notável que fomos citados em diversos veículos de imprensa e até em artigos acadêmicos. Tudo isso consta na seção Quem Somos deste site.

O espaço Quem Somos, além de mostrar a nossa história e todas as citações que já tivemos em reportagens, ainda mostra a história (e currículo) do criador e diretor desta startup, bem como apresenta os principais colaboradores do Correio Sabiá.

O mesmo espaço também tem a finalidade de dar transparência a todos os documentos internos do Correio Sabiá, como Código de Conduta, Políticas Editoriais e Missão, Visão e Valores. Recentemente ainda incluímos as Políticas de Privacidade.

É fundamental que o leitor possa ter em mãos todas essas informações para consultá-las quando achar necessário.

Também achamos essencial que o leitor (ou ouvinte, no caso do podcast), possa nos dar feedbacks permanentes, porque nosso Jornalismo independente é, na verdade, dependente de você. Nosso foco está na nossa audiência.

Por esse motivo, abrimos recentemente um formulário de Google Forms para que os leitores e ouvintes possam fazer perguntas diretamente para o Correio Sabiá. Essas questões podem ser pedidos de apuração sobre informações potencialmente falsas ou até dúvidas e demais curiosidades sobre assuntos do noticiário.

Numa dessas interações, explicamos por que publicamos uma pesquisa eleitoral, mesmo havendo um erro na edição anterior da pesquisa elaborada pelo instituto. A partir desse questionamento, decidimos mudar um pouco nossas publicações. A resposta que demos ao leitor está aqui, pública.

Outra demanda de um leitor foi saber por que não houve pesquisa de boca de urna na eleição deste ano, pela 1ª vez desde a redemocratização. Respondemos aqui. Ainda nos perguntaram o que era “voto útil”, algo que respondemos nesta outra publicação.

Por essas e outras, convidamos você a acompanhar o Correio Sabiá aqui e nas redes sociais: @correiosabia. Sejam todas e todos muito bem-vindos/as.

Para saber mais sobre as notícias e sobre as nossas iniciativas, continue acompanhando o Correio Sabiá aqui e nas redes sociais (@correiosabia). Fazemos atualizações diárias via site, newsletter e podcast. Sempre de um jeito didático e resumido, para que você realmente entenda o noticiário

leia mais