Mais perto da eleição, Bolsonaro amplia viagens para Norte e Nordeste

Mais perto da eleição, Bolsonaro amplia viagens para Norte e Nordeste
As duas regiões passaram a receber mais viagens do presidente em 2020 e 2021. Foto: Valdenio Vieira/PR

Mais perto da eleição, Bolsonaro amplia viagens ao Norte e Nordeste do país

Levantamento leva em consideração 262 viagens presidenciais realizadas em 2020 e 2021
Regiões Norte e Nordeste passaram a receber mais viagens do presidente em 2020 e 2021
Norte e Nordeste passaram a receber mais viagens do presidente Jair Bolsonaro em 2020 e 2021 / Foto: Valdenio Vieira/PR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) realizou 262 viagens nacionais desde o começo do mandato, em janeiro de 2019, até o final de agosto de 2021. E, com a proximidade das eleições, intensificou as idas para as regiões Norte e Nordeste do país. As informações foram divulgadas pela Fiquem Sabendo, agência de dados independente especializada no acesso a informações públicas.

No total, a equipe presidencial gastou R$ 49,8 milhões. O valor é a soma de todas as viagens até 10 de novembro de 2021, já com correção pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação oficial do país.

No 1º ano de governo, em 2019, foram realizadas 87 viagens por 18 estados do Brasil. A maioria dessas viagens ficaram concentradas nas regiões Sudeste (47 viagens) e Sul (15).

Em 2020, 1º ano da pandemia, o número de viagens aumentou, passando para 94 em 23 estados brasileiros. A região Sudeste manteve-se em 1º lugar com 47 viagens, seguida pelo Nordeste, com 19 viagens. 

Até o dia 28 de agosto de 2021, Bolsonaro havia feito 78 viagens em 23 estados brasileiros, sendo 25 viagens para o Sudeste, 17 para o Nordeste e 12 para o Norte (o dobro em relação ao mesmo período do ano anterior).

O aumento de número de viagens às regiões Norte e Nordeste ocorre ao mesmo tempo em que se aproximam as eleições. O Nordeste, por exemplo, é a região onde Bolsonaro tem atualmente o seu maior índice de rejeição. Também é onde foi derrotado pelo candidato do PT em 2018. 

Isso porque Fernando Haddad, então candidato petista à Presidência, teve 69,7% dos votos válidos dos nordestinos no 2º turno, contra 30,3% de Bolsonaro, de acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). 

Desta vez, em 2022, Bolsonaro terá o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como seu provável maior adversário na eleição. Da mesma maneira, Norte e Nordeste são duas regiões, naturalmente, de boa votação para Lula.

Entenda o que é o Escav (Escalão Avançado) da Presidência

Os dados das viagens, obtidos pela Fiquem Sabendo via LAI (Lei de Acesso à Informação), têm origem no chamado Escav (Escalão Avançado), que visita (e vistoria) os destinos antes do presidente.

O Escav é formado pela equipe oficial da Presidência da República, que chega ao local dias antes do presidente chegar de fato, para organizar os detalhes da viagem. Entre as tarefas desse grupo, estão: 

  • participar de reuniões;
  • verificar a segurança dos locais em que a comitiva presidencial irá passar;
  • montar possíveis planos de evacuação. 

leia mais