ūüĒ• Como medir o desmatamento na Amaz√īnia? O que √© Prodes e Deter?

ūüĒ• Como medir o desmatamento na Amaz√īnia? O que √© Prodes e Deter?
Link copiado!

Not√≠cias sobre o desmatamento na Amaz√īnia s√£o frequentes. No entanto, como se mede o desmatamento na Amaz√īnia? Quais dados s√£o usados e onde encontr√°-los? O Correio Sabi√° explica nesta reportagem, de maneira did√°tica e amig√°vel. ūüôā

Existem 2 sistemas oficiais de monitoramento do desmatamento na Amaz√īnia: Prodes e Deter. Ambos s√£o vinculados ao Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), que √© um √≥rg√£o do MCTI (Minist√©rio da Ci√™ncia, Tecnologia e Inova√ß√£o). Abaixo, detalhamos cada um desses sistemas.

O que é o Prodes?

Prodes quer dizer Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amaz√īnia Legal por Sat√©lite. O Prodes tem periodicidade anual. O ano do Prodes come√ßa no dia 1¬ļ de agosto e vai at√© 31 de julho do ano seguinte. Em 2023, a divulga√ß√£o desses dados ocorreu em novembro. Os dados s√£o acumulados desde 1988.

O Prodes é considerado um retrato mais fiel da realidade do que o Deter. Isso porque suas imagens são entre 10-30 metros. Ele detecta desmatamento em corte raso e desmatamento por degradação progressiva, como incêndios que destroem por completo as árvores e suas estruturas.

O Prodes √© o principal respons√°vel por estabelecer as taxas anuais de desmatamento da Amaz√īnia e ajudar na elabora√ß√£o de pol√≠ticas p√ļblicas pelo governo federal para preserva√ß√£o do bioma.

O que é o Deter?

O Deter √© o Sistema de Detec√ß√£o do Desmatamento em Tempo Real. Portanto, o Deter √© um sistema de monitoramento do desmatamento na Amaz√īnia. Surgiu depois do Prodes, com objetivo de dar suporte di√°rio √†s a√ß√Ķes de fiscaliza√ß√£o ambiental naquele bioma. Seus dados s√£o coletados desde 2004 (ou seja, √© mais recente), sendo que tem uma s√©rie nova desde 2015.

O Deter fornece alertas di√°rios sobre o desmatamento: detecta corte raso e degrada√ß√£o de maneira geral. N√£o √© t√£o preciso quanto o Prodes, j√° que suas imagens s√£o de 10-60 metros. No entanto, fornece agregados mensais dos alertas de desmatamento. Isso tem uma fun√ß√£o importante para implementar e avaliar pol√≠ticas de fiscaliza√ß√£o/controle do bioma amaz√īnico.

Compara√ß√£o entre os sistemas Prodes e Deter / ūüďł Reprodu√ß√£o
Compara√ß√£o entre o Prodes e o Deter / ūüďł Reprodu√ß√£o

O Deter é um sistema de alerta, que detecta sinais de desmatamento com base em imagens de satélites. Serve para dar suporte aos órgãos de fiscalização ambiental, como o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), por exemplo. O sistema registra a retirada completa da floresta nativa e as áreas com degradação progressiva

Assim, o Deter reporta mensalmente o ritmo da degrada√ß√£o florestal e do desmatamento. No entanto, as imagens podem eventualmente ficar prejudicadas pela cobertura de nuvens, impossibilitando a identifica√ß√£o de todos os desmatamentos. Ou seja, a conta do desmatamento pode ser maior.

Qual a import√Ęncia do Prodes e do Deter?

Principal import√Ęncia do Prodes: por ser um retrato mais preciso do desmatamento na Amaz√īnia, o Prodes √© o principal respons√°vel por consolidar as taxas anuais de desmatamento na regi√£o e orientar a formula√ß√£o de pol√≠ticas p√ļblicas para preserva√ß√£o do bioma.

Principal import√Ęncia do Deter: por ser um sistema de alerta di√°rio do desmatamento na Amaz√īnia, consolidando dados mensais, o Deter √© um mecanismo eficiente para orientar as a√ß√Ķes de fiscaliza√ß√£o ambiental, garantindo maior controle do bioma.

‚ě°ÔłŹ Em termos noticiosos, √© poss√≠vel que voc√™ encontre um monte de not√≠cias sobre desmatamento na Amaz√īnia. Isso ocorre porque h√° dados di√°rios dispon√≠veis, com compilados mensais. Neste caso, agora voc√™ entendeu o motivo: s√£o os dados do Deter. No entanto, h√° tamb√©m uma grande divulga√ß√£o anual da taxa de desmatamento, que neste caso √© dos dados do Prodes.

Quando o Ibama destr√≥i maquin√°rio apreendido em fiscaliza√ß√Ķes?

Grupo Especializado de Fiscalização (GEF) do Ibama desativa garimpos ilegais nos parques nacionais do Jamanxim e do Rio Novo, no Pará.     Foto: Felipe Werneck/Ibama
Grupo Especializado de Fiscaliza√ß√£o do Ibama desativa garimpos ilegais nos parques nacionais do Jamanxim e do Rio Novo, no Par√° / ūüďł Felipe Werneck/Ibama

Um dos mecanismos usados pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renov√°veis) para dissuadir o garimpo ilegal e outras atividades que provocam o desmatamento dos biomas brasileiros √© a destrui√ß√£o de maquin√°rio apreendido nas a√ß√Ķes de fiscaliza√ß√£o.

A ação está prevista em lei, embora possa desagradar a muitos pecuaristas. A destruição de maquinário pode ocorrer por vários fatores, como a falta de registro dos bens, a impossibilidade de retirar o equipamento por meio aéreo sem expor os servidores e/ou moradores da região, etc.

O assunto √© importante para compreender melhor as opera√ß√Ķes dos √≥rg√£os de fiscaliza√ß√£o ambiental e como ocorre a preserva√ß√£o do bioma da Amaz√īnia. Por isso, o Correio Sabi√° publicou um amplo conte√ļdo que mostra em quais situa√ß√Ķes ocorre a destrui√ß√£o de maquin√°rio.


Apoie nossos voos

Fazemos um trabalho jornalístico diário e incansável desde 2018, porque é isso que amamos e não existe nada melhor do que fazer o que se ama. Somos movidos a combater a desinformação e divulgar conhecimento científico.

Fortalecemos a democracia e aumentamos a conscientiza√ß√£o sobre a preserva√ß√£o ambiental. Acreditamos que uma sociedade bem-informada toma decis√Ķes melhores, baseadas em fatos, dados e evid√™ncias. Empoderamos a audi√™ncia pela informa√ß√£o de qualidade.

Por ser de alta qualidade, nossa operação tem um custo. Não recebemos grana de empresas, por isso precisamos de você para continuar fazendo o que mais gostamos: cumprir nossa missão de empoderar a sociedade civil e te bem-informado. Nosso jornalismo é independente porque ele depende de você.

Apoie o Correio Sabi√°. Cancele quando quiser.