Chegou agora? Entenda o noticiário da semana

Chegou agora? Entenda o noticiário da semana

Chegou agora? Entenda o noticiário da semana #11 (15 – 21.ago)

Campanha eleitoral começa oficialmente; Alexandre de Moraes toma posse como presidente do TSE
Entenda o noticiário: Início oficial da campanha eleitoral / Foto: Brett Jordan/Unsplash
Entenda o noticiário: Início oficial da campanha eleitoral / Foto: Brett Jordan/Unsplash

A semana começa com o encerramento de um prazo: esta segunda-feira (15) é o último dia para que os partidos registrem as candidaturas de quem pretende concorrer no pleito deste ano. Já na terça (16), começa oficialmente a campanha eleitoral.

Outro acontecimento relevante desta semana, também na terça, é a posse do ministro Alexandre de Moraes como presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), no lugar do ministro Edson Fachin. Moraes é quem vai comandar o TSE durante as eleições deste ano.

Para a posse, o ministro convidou o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ambos pré-candidatos à Presidência neste ano. Aliás, todos os ex-presidentes da República foram convidados.

Falando especificamente em Bolsonaro e Lula, é importante ressaltar que existe uma disputa de narrativas sobre o Auxílio Brasil, que, como você deve saber, começou a ser pago antecipadamente na semana passada, já com o valor ampliado de R$ 400 para R$ 600.

(Antes de avançar nesse assunto, um parênteses: ainda nesta semana, também na terça (16), começa a ser pago o voucher para os taxistas, como também consta na Agenda da Semana.)

Voltando: Lula participou de uma live com o deputado federal André Janones (Avante-MG), que retirou sua candidatura à Presidência para apoiar o petista. Os 2 chamaram de “auxílio emergencial” esse pagamento que era de R$ 400 e passou para R$ 600, o Auxílio Brasil.

Depois, eles disseram que a forma como foi feito não garante a sua continuidade. Numa outra live, Bolsonaro disse que os pagamentos vão continuar, sim, em 2023, caso seja reeleito. Vamos aos fatos:

  1. O auxílio emergencial já acabou faz tempo. No lugar dele, entrou o Auxílio Brasil, programa que ampliou o extinto Bolsa Família.
  2. No plano de governo do Bolsonaro existe, sim, a promessa de dar continuidade ao Auxílio Brasil de R$ 600. T
  3. Nada garante, no entanto, que essa continuidade irá ocorrer, porque o Auxílio Brasil de R$ 600, assim como os demais benefícios que foram ampliados ou criados com a PEC (proposta de emenda à Constituição) das Bondades, estão previstos até o fim deste ano, apenas. 

Também é necessário destacar outro ponto importante: os debates televisivos para os presidentes ainda não começaram, mas os pré-candidatos disputam espaço pelas redes sociais com transmissões ao vivo, em entrevistas que são simpáticas às suas causas. Considerações sobre as lives dos 2 principais candidatos à Presidência neste ano:

  • A transmissão com Bolsonaro, feita no quadro “Cara a Tapa” do jornalista bolsonarista Rica Perrone, foi acompanhada por cerca de 400 mil pessoas, enquanto a live com Lula teve cerca de 20 mil.
  • Mesmo com um entrevistador simpático ao seu governo, Bolsonaro foi perguntado sobre “rachadinha”, aquela prática que consiste no emprego de funcionários no gabinete de um político e, em troca, esses funcionários fazem retornar parte de seus salários ao agente público.

O presidente se esquivou de responder diretamente. Disse que essa é uma “prática comum”, não apenas no Legislativo, mas também nos outros Poderes, o Executivo e o Judiciário.

Além disso, Bolsonaro falou que sobra “pouca gente” na política que não tenha feito rachadinha. E disse que não falaria sobre ele próprio por ser “suspeito” para falar de si.

Por que isso importa? As entrevistas em lives (no lugar dos debates televisivos e jornalísticos) são especialmente relevantes porque colocam os pré-candidatos, em geral, numa situação confortável, diante de entrevistadores que lhes são simpáticos. Há pouca contestação. Bolsonaro passou mais de 5h numa entrevista ao podcast Flow na semana passada. Desta última vez, com Rica Perrone, ficou mais de 3h sendo entrevistado.  

Outro assunto de grande relevância para ficar de olho nos próximos dias, que tem crescido nas redes sociais, é sobre o voto dos evangélicos. Isso porque circulam nas redes, notícias falsas de que Lula fecharia igrejas, caso seja eleito.

Além disso, o pastor Silas Malafaia declarou em entrevista no final de semana que é impossível um cristão ser de esquerda e falou que o Brasil é um país terrivelmente evangélico. Por isso, Lula tem sido cobrado por aliados para organizar uma resposta a Bolsonaro voltada para esse segmento.

Por fim, para a gente mudar um pouco de assunto e falar de economia, vamos recapitular que, na semana passada, houve anúncio da maior deflação da histórica do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo): -0,68%. Explicamos o que é deflação.

Por isso, é importante continuar acompanhando expectativas de indicadores econômicos, como o Boletim Focus, a ser divulgado (como sempre) nesta segunda-feira (15).

Além disso, outra notícia relevante da última sexta-feira (12): o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que o cartão de crédito deve deixar de existir em algum momento próximo.

Isso porque, de acordo com Campos Neto, o Banco Central trabalha na criação do real digital, uma moeda virtual brasileira, que, junto com outras iniciativas (como PIX e Open Finance), deve criar condições para substituição do cartão de crédito.

Ele deu as declarações no evento “O Futuro da Regulamentação dos Criptoativos no Brasil”, promovido pelo Escritório Figueiredo & Velloso Advogados Associados, em Brasília. Assista:

Para saber mais, continue acompanhando o Correio Sabiá aqui e nas redes sociais (@correiosabia). Fazemos atualizações diárias sobre as notícias via site, newsletter e podcast. Sempre de um jeito didático e resumido, para que você realmente entenda o noticiário

O que é o “Entenda o noticiário” do Correio Sabiá?

O “Entenda o noticiário” é uma iniciativa do Correio Sabiá para lembrar o que ocorreu na semana passada e fazer uma ponte com o que deve ocorrer nesta semana. Damos contexto para você realmente entender as notícias.

Para um acompanhamento diário e mais aprofundado do noticiário, recomendamos que você siga o Correio Sabiá por aqui pelo site e nas demais redes sociais: @correiosabia. Estamos em todas elas.

Se tivermos esquecido algo importante (afinal, estamos sempre sujeitos a isso), você pode (e deve) avisar a nossa equipe: redacao@correiosabia.com.br.

O “Entenda o noticiário” é mais uma iniciativa do Correio Sabiá para fazer você realmente compreender as notícias.

Para saber uma agenda completa e detalhada, consulte a Agenda da Semana que o Correio Sabiá publica neste site aos domingos, com a previsão do que deve ser notícia nos próximos dias.

leia mais