#798: Encontro com Biden foi 'surpresa positiva', diz Bolsonaro

#798: Encontro com Biden foi 'surpresa positiva', diz Bolsonaro

Curadoria de notícias #798 do Sabiá (10.jun): Encontro com Biden foi ‘surpresa positiva’, diz Bolsonaro

Kassio Nunes Marques leva outro caso de cassação de mandato à 2ª Turma do STF; IPCA de maio: 0,47%
Correio Sabiá: Presidente da República Jair Bolsonaro, durante encontro com o Presidente dos Estados Unidos da América, Senhor Joe Biden. Foto: Alan Santos/PR
Bolsonaro e Biden falaram de eleição, preservação ambiental e democracia na América Latina / Foto: Alan Santos/PR

Neste resumo você encontrará alguns desses tópicos:

  • Bolsonaro encontra com Biden e diz que teve ‘surpresa positiva’; presidente volta a colocar em dúvida a isenção da eleição brasileira;
  • Inflação desacelera em maio: 0,47%; setor de Transportes puxa aumento dos preços, mas por causa das passagens áreas; combustíveis têm desaceleração;
  • Nunes Marques leva outro caso de anulação de cassação à Segunda Turma do STF; PSDB confirma apoio à pré-candidatura de Simone Tebet (MDB-MS)

Financie o nosso jornalismo independente. Assim, você nos ajuda no combate à desinformação e ganha uma experiência ainda melhor com o Sabiá.

  • Clique aqui para acessar a Agenda da Semana, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para hoje e para os próximos dias.

Agora, pegue o seu café e vamos à curadoria das notícias essenciais:

Bolsonaro e Biden se encontram na Cúpula das Américas

O presidente Jair Bolsonaro (PL) encontrou nesta quinta-feira (9) o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pela 1ª vez. Esse encontro ocorreu em Los Angeles, nos Estados Unidos, como parte da agenda pela Cúpula das Américas. 

Bolsonaro comentou sobre diversos assuntos. Disse que preserva a Amazônia; que o mundo depende do Brasil para ter sua segurança alimentar; que quer a paz na Ucrânia; e que quer eleições limpas, cofiáveis e auditáveis, colocando mais uma vez a isenção da eleição brasileira em dúvida.

Quando Biden foi eleito, Bolsonaro também colocou a isenção daquele pleito em dúvida, ficando do lado de seu aliado, o ex-presidente Donald Trump. O presidente brasileiro não quis comentar esse assunto, embora tenha sido perguntado.

Especificamente sobre a guerra na Ucrânia, Bolsonaro disse lamentar, mas falou que tem um país a administrar. Ele também voltou a responsabilizar o isolamento social da pandemia e a guerra na Ucrânia pela alta dos combustíveis e dos alimentos aqui no Brasil.  

Já o jovem presidente chileno, de 36 anos, Gabriel Boric, fez cobranças ao governo brasileiro por ainda não ter concedido o o agrément a quem foi escolhido por ele para ser embaixador do Chile no Brasil, Sebastián Depolo 

Por fim, de acordo com o Itamaraty, os chefes de Estado reunidos em Los Angeles deverão adotar, como resultado da Cúpula, 5 compromissos políticos:

  • “Plano de ação sobre saúde e resiliência nas Américas”
  • “Nosso futuro sustentável e verde”
  • “Acelerando a transição para a energia limpa”
  • “Agenda regional sobre transformação digital”
  • “Plano de Ação Interamericano sobre Governança Democrática”

Este resumo foi enviado por volta das 7h para quem financia o Correio Sabiá. O financiamento é voluntário e MUITO importante para continuarmos fazendo nosso trabalho. Em seguida, por volta das 8h, foi enviado gratuitamente para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp, como forma de distribuir conteúdo confiável nas redes e combater a desinformação. Clique aqui para receber.

Inflação de maio é de 0,47%, diz IBGE

o IBGE (Instituo Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou nesta quinta-feira (9) o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de maio, que mostrou uma desaceleração em relação ao mês anterior e até ao próprio mês de maio do ano passado.

O IPCA do mês ficou em 0,47%. A taxa em abril havia ficado em 1,06%. E em maio de 2021, tinha sido 0,83%. Agora, o IPCA acumulado em 12 anos meses está em 11,73%, portanto abaixo dos 12,13% observados nos 12 meses terminados em abril.

O setor de Transportes desacelerou no IPCA de maio. Depois de subir 1,91% em abril, esse segmento agora subiu 1,34% no mês passado. Mesmo assim, aumentou bastante e foi um dos principais responsáveis pela alta geral dos preços.

Só que, dentro de Transportes, o que pesou mesmo dessa vez não foram os combustíveis, mas sim as passagens aéreas, que aumentaram 18,33%. A gasolina mesmo teve alta de 0,93% e o etanol até caiu de preço: -0,43%.

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

Valor médio da cesta básica cai em 14 de 17 cidades

Saíram os dados mensais sobre a cesta básica, que caiu em 14 das 17 capitais pesquisadas. Apenas Belém, Recife e Salvador apresentaram altas em maio.

A cesta básica cujo preço é mais alto, em média, é de São Paulo: R$ 777,93, o equivalente a 69,39% de um salário mínimo, já considerando os descontos previstos.

O principal responsável pela redução do custo da cesta básica foi o tomate, que teve uma considerável redução de preço em diversas capitais. Lembrando que esse item chegou a subir mais de 100% no acumulado dos 12 meses terminados em abril. E, agora, de abril para maio, caiu consideravelmente de preço em cidades como Campo Grande (-40,04%), Rio de Janeiro (-37,77%) e Brasília (-31,48%).

Por outro lado, o pão francês e a farinha de trigo subiram de preço em todas as cidades pesquisadas. E o motivo disso foi “a baixa disponibilidade do grão aqui no Brasil, a menor produção de trigo na Argentina e na Ucrânia e a preocupação com a menor oferta mundial (…) com repasse para a farinha e o pão francês.” 

Nunes Marques leva à 2ª Turma do STF cassação de outro deputado

O ministro Kassio Nunes Marques, do STF (Supremo Tribunal Federal), decidiu levar também para a Segunda Turma o caso da anulação da cassação do deputado federal bolsonarista Valdevan Noventa (PL-SE).

Dias atrás, Nunes Marques levou caso semelhante à Segunda Turma, que acabou decidindo por restabelecer a cassação do deputado estadual Fernando Francischini (União Brasil-PR), o que causou madura reação do presidente da República.

PSDB apoia Simone Tebet, mas encontra resistência de Lira

O PSDB confirmou apoio à pré-candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS) à Presidência da República. Só que essa história ainda está longe de ter uma solução tranquila

O presidente Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que seu partido e o União Brasil, que surgiu da fusão entre o PSL e o DEM, “estão firmes e unidos em fazer cumprir acordos políticos firmados com o PSDB em diversos estados”.

O negócio é que a parceria nacional com o MDB atrapalharia esses planos, por causa do senador Renan Calheiros (MDB-AL) e de seu filho, o ex-governador do estado Renan Filho (MDB-AL). Ambos são críticos históricos do PSDB em Alagoas, em função da gestão anterior, que foi do tucano Teo Vilela.

Lira ameaçou. Disse que, se o PSDB rompesse o acordo com o PP e o União Brasil, ambos se sentiriam “alijados na reciprocidade acordada,” e deixariam a aliança em São Paulo com o governador Rodrigo Garcia.

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

leia mais