Curadoria de notícias #785 do Sabiá (24.mai)

Curadoria de notícias #785 do Sabiá (24.mai)

Curadoria de notícias #785 do Sabiá (24.mai) – Comece o dia voando

Doria anuncia desistência de candidatura à Presidência; Governo troca comando da Petrobras após 40 dias
Correio Sabiá: João Doria, ex-governador de São Paulo, derrotou o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite nas prévias do PSDB / Foto: Reprodução/Twitter
Prévias do PSDB: João Doria, governador de São Paulo, derrotou o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite / Foto: Reprodução/Twitter

Neste resumo você encontrará alguns desses tópicos:

  • Doria anuncia desistência de candidatura à Presidência; MDB se reúne nesta terça-feira para tratar de alianças; PSDB tem divergências internas sobre lançar candidatura própria ou apoiar Simone Tebet;
  • Apenas 40 dias depois, governo anuncia troca de comando da Petrobras mais uma vez; Bolsonaro fala que corte de 30% do gás vindo da Bolívia parece ‘orquestrado’ para prejudicá-lo na eleição;
  • Depois de ofensiva do PL, Lira destitui Marcelo Ramos da vice-presidência da Câmara; deputado era opositor de Bolsonaro

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar o combate à desinformação.

  • Clique aqui para acessar a Agenda da Semana completa, onde você encontrará os principais eventos políticos e econômicos esperados para os próximos dias.

Para ficar de olho hoje:

  • Eleições. Data definida pelos partidos da 3ª via para anunciar o seu candidato de consenso.
  • Câmara. Câmara deve votar projeto que desonera tarifas de energia e combustíveis.
  • CâmaraInstalação de comissão especial sobre reforma tributária para iniciar a análise da PEC 7/20, que muda todo o sistema tributário brasileiro.
  • Economia. Divulgação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15) do mês de maio, considerado uma prévia da inflação oficial do país.
  • Europa. Divulgação do PMI (índice de gerentes de compras) da Alemanha, Zona do Euro e Reino Unido.

Agora, pegue seu café e vamos à curadoria de notícias:

Doria anuncia desistência de candidatura à Presidência

O ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (23) que desistiu de se candidatar à Presidência da República. Doria disse que se retira “com o coração ferido, mas a alma leve”. 

Como informamos nas últimas curadorias do Correio Sabiá, seja por newsletter, pelo site ou por podcast, uma das tendências desta semana era que houvesse desdobramentos sobre quem seria o candidato de consenso da 3ª via, aquele grupo de partidos formado por PSDB, MDB e Cidadania. 

Considerando as últimas notícias, tudo levava a crer que a senadora Simone Tebet (MDB-MS) seria a escolhida por causa do esvaziamento da candidatura do Doria, que agora até desistiu de se candidatar, como informamos no Twitter do Correio Sabiá. Você pode seguir a gente por lá: @correiosabia. 

Já a senadora Simone Tebet, também no Twitter, disse que “Doria nunca foi adversário” e “sempre foi aliado”. Ela falou que a “luta pela vacina” do tucano “jamais será esquecida”. 

A Executiva do MDB se reúne de forma virtual nesta terça-feira (24) para deliberar sobre as alianças para a disputa da Presidência da República. O encontro ocorrerá às 16h. Em seguida, o presidente nacional da sigla, deputado federal Baleia Rossi (SP), concede uma entrevista coletiva.

Nesta segunda-feira (23), o presidente do MDB de Roraima, o ex-senador Romero Jucá declarou publicamente apoio à presidenciável Simone Tebet. Jucá foi presidente nacional do MDB e é favorito para vencer mais uma vez a eleição como senador por Roraima, segundo as pesquisas.

Este resumo foi enviado por volta das 7h para quem financia o Correio Sabiá. O financiamento é voluntário e MUITO importante para continuarmos fazendo nosso trabalho. Em seguida, por volta das 8h, foi enviado gratuitamente para mais de 3,5 mil leitores do Correio Sabiá no WhatsApp, como forma de distribuir conteúdo confiável nas redes e combater a desinformação. Clique aqui para receber.

Eduardo Leite diz que Doria era o candidato legítimo do PSDB

Já o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo leite (PSDB), declarou no Twitter que “o PSDB teve candidato legítimo oriundo das prévias, que agora faz gesto pela unificação da 3ª via sob liderança de outro partido.” 

Para quem não se lembra, Eduardo Leite foi derrotado por Doria nas prévias do partido, mas atuou nos bastidores para minar a candidatura do seu correligionário. 

Inicialmente, Leite tentou se cacifar, ele próprio, para disputar a Presidência, mesmo derrotado nas prévias. Depois, movimentou-se para ser vice numa chapa com Simone Tebet.

A Executiva Nacional do PSDB, inclusive, se reuniria nesta terça-feira, assim como fará a Executiva do MDB. No entanto, os tucanos decidiram adiar o encontro.

Essa reunião, agora esperada para ocorrer em junho, vai determinar se o PSDB apoiará ou não a candidatura de Simone Tebet à Presidência. Isso porque existe uma parte do PSDB que defende a candidatura própria, que seria de Eduardo Leite, derrotado nas prévias.

Um dos líderes do PSDB que defende candidatura própria é o deputado federal Aécio Neves (MG).

Por outro lado, o presidente nacional da sigla, Bruno Araújo, declarou que o PSDB tem um “acordo político” em torno de uma candidatura única e que “qualquer outra discussão é um desserviço” e “desrespeito às reiteradas decisões coletivas”. 

Governo troca mais uma vez o comando da Petrobras

Apenas 40 dias depois de trocar a presidência da Petrobras, o governo federal trocou de novo o comando da estatal. Desta vez, decidiu indicar Caio Mario Paes de Andrade, que é secretário especial do Ministério da Economia. 

O anúncio foi feito em nota pelo MME (Ministério de Minas e Energia) às 21h31 desta segunda-feira. Nessa nota, o governo disse que “o Brasil vive atualmente um momento desafiador, decorrente dos efeitos da extrema volatilidade dos hidrocarbonetos nos mercados internacionais.”

O governo acrescentou ainda nesse comunicado que pesam sobre os combustíveis, como gasolina e diesel, além de todos os outros componentes energéticos, os “diversos fatores geopolíticos”.

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

Bolsonaro fala que corte de 30% do gás da Bolívia ‘parece orquestrado’ contra ele

O presidente Jair Bolsonaro (PL) comentou o corte de 30% do fornecimento de gás da estatal da Bolívia para a Petrobras, que faz a empresa brasileira ter que procurar outras soluções no mercado que podem custar até 5 vezes mais.

De acordo com o presidente, “é um negócio que parece orquestrado” para prejudicá-lo nas eleições deste ano, favorecendo seu principal adversário na disputa, que é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Reproduzimos a declaração, na íntegra, em nosso podcast.

Lembrando: a Câmara deve votar nesta terça-feira um projeto que limita alíquotas de tributos sobre energia e combustíveis, conforme informamos que deveria ocorrer nas nossas curadorias desta segunda-feira (23).

Basicamente, o texto do projeto considera como essenciais os bens e serviços relativos a combustíveis, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo, e isso impede a aplicação de alíquotas de tributos iguais às de produtos listados como supérfluos.

Lira destitui vice-presidente da Câmara do cargo

Aliás, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que é aliado de Bolsonaro, retirou do cargo o vice-presidente da Casa, o deputado federal Marcelo Ramos (PSD-AM), depois de pressão do presidente da República. Ramos é opositor de Bolsonaro. Ele integrava o PL, mas trocou de partido e foi para o PSD assim que o presidente se filiou. 

Há cerca de 1 mês, o PL começou uma ofensiva para retirar Ramos do cargo e emplacar outro congressista no lugar. Uma decisão do ministro Alexandre de Moraes, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), garantia a Ramos o direito de se manter na vice-presidência da Câmara. Só que, nesta segunda-feira, Moraes voltou atrás e revogou sua determinação. 

Agora, novas eleições para os cargos de vice-presidente e 2º e 3º secretários da Câmara estão marcadas parada esta quarta-feira (25). 

Capital da Finlândia tem cerca de 5,5 mil abrigos subterrâneos

Por fim, uma reportagem da BBC Brasil publicada nesta segunda-feira mostra como a Finlândia faz há anos um preparo militar rigoroso. Um dos principais motivos disso é a desconfiança em relação à vizinha Rússia, com quem tem uma fronteira de mais de 1,3 mil quilômetros.

Na capital finlandesa, por exemplo, há quase um mundo subterrâneo, com 5,5 mil abrigos capazes de acomodar cerca de 1 milhão pessoas e resistir a todos os tipos de ataques das armas mais modernas, inclusive nucleares. 

A Finlândia, como se sabe, assim como a Suécia, tem avançado na tentativa de ingressar na Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), aliança militar liderada pelos Estados Unidos, após décadas de neutralidade.

O país também reuniu ao longo dos anos grandes estoques de petróleo, alimentos e remédios, sendo que vários desses milhares de espaços subterrâneos em Helsinque nem parecem um refúgio para tempos de guerra ou catástrofes. 

É possível encontrar piscinas, pistas olímpicas, museus, parques infantis e até restaurantes a dezenas de metros de profundidade nesses espaços gigantes, segundo a reportagem da BBC.

Financie o nosso jornalismo independente. Precisamos de você para continuar produzindo um material de qualidade.

leia mais