#924: Lula diz que atos pareciam 'começo de golpe de Estado'

#924: Lula diz que atos pareciam 'começo de golpe de Estado'

#924: Lula critica serviços de inteligência e diz que atos pareciam ‘começo de golpe’

Presidente deu entrevista à GloboNews; Correio Sabiá mostra algumas das principais declarações
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, governadores e autoridades, cruzam a Praça dos Três Poderes para visitar as instalações da sede do Supremo Tribunal Federal (STF) um dia após os atos terroristas que depredaram a sede do tribunal, o Congresso e o Palácio do Planalto / Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, governadores e autoridades, cruzaram a Praça dos Três Poderes para visitar as instalações da sede do STF (Supremo Tribunal Federal) 1 dia após os atos terroristas / Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta quarta-feira (18.jan.2023) que “nenhum”dos serviços de inteligência do governo “serviu” para alertá-lo sobre os atos com pautas golpistas do dia 8 de janeiro de 2023.

‘Nós temos inteligência do GSI [Gabinete de Segurança Institucional], da Abin [Agência Brasileira de Inteligência], do Exército, da Marinha, da Aeronáutica, ou seja, a verdade é que nenhuma dessas inteligências serviu para avisar ao presidente da República que poderia ter acontecido isso [atos com pautas golpistas e vandalismo]. Se eu soubesse na sexta-feira [6.jan.2023] que viriam 8 mil pessoas aqui [em Brasília], eu não teria saído de Brasília. Eu saí porque estava tudo tranquilo’

Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República

Lula deu a declaração em entrevista à jornalista Natuza Nery, na GloboNews.

Em resposta, o general Sérgio Etchegoyen, que comandou o GSI no governo do ex-presidente Michel Temer (MDB), disse no programa “Pampa Debates”, da emissora gaúcha TV Pampa, que fica difícil pacificar o país quando o presidente da República dá uma entrevista na qual dá a entender que não confia nas Forças Armadas.

Etchegoyen ainda disse que as declarações de Lula são uma “covardia”, porque o presidente sabe que ninguém das Forças Armadas vai convocar uma coletiva de imprensa para rebatê-las. Para ele, trata-se de uma “velha tática de procurar culpados”.

Lula também disse que os atos deram a ele a “impressão” de que seria o “começo de um golpe de Estado”. Disse ainda ter ficado com a “impressão” de que “o pessoal estava acatando ordem que o [ex-presidente Jair] Bolsonaro deu durante muito tempo”.

Apesar dessas percepções, Lula afirmou que é contra a instalação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar as responsabilidades pelos atos com pautas golpistas, porque, segundo ele, “pode criar uma confusão tremenda”.

A opinião difere do que já declarou o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que disse ser “muito pertinente” a instalação de uma CPI para apurar os atos com pautas golpistas.

Segundo Lula, as pessoas supostamente envolvidas já estão sendo investigadas e já há os instrumentos adequados de investigação, de forma que uma CPI não se faria necessária.

Aliás, Lula defendeu “mais severidade” nas investigações e disse que são elas que dirão se Bolsonaro teve ou não participação nos atos. Disse ainda que todos os militares que participaram dos atos com pautas golpistas serão punidos, “não importa a patente”.

‘O soldado, o coronel, o sargento, o tenente, o general, ele tem direito de voto, ele tem direito de escolher quem ele quiser para votar. Agora, como ele é um cargo de carreira, ele defende o Estado brasileiro. Ele não é Exército do Lula, ele não é do Bolsonaro, não foi do Collor, não foi do Fernando Henrique Cardoso’

Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República

Veja abaixo algumas declarações relevantes de Lula na entrevista à GloboNews:

  1. “(….) é uma bobagem achar que um presidente do BC [Banco Central] independente vai fazer mais do que quando o presidente era quem indicava.”
  2. “As políticas social e fiscal são antagônicas por causa da ganância”.
  3. “Quero conversar com o Biden sobre a democracia lá e a democracia aqui (…). Vou receber o chanceler da Alemanha porque esse movimento de extrema direita é um fenômeno internacional”.

Veja aqui nossa curadoria de notícias anterior, que tem os seguintes tópicos:

  • Marina Silva cobra US$ 100 bilhões de países ricos por proteção ambiental
  • PGR pede prisão de 39 pessoas acusadas de participar de atos com pautas golpistas
  • Ao menos duas pessoas são presas por financiar e organizar atos com pautas golpistas
  • Moraes inclui Bolsonaro no rol de investigados pelos atos com pautas golpistas
  • Saiba diferentes versões sobre responsabilidades pelos atos com pautas golpistas
  • Ex-ministro da Segurança Pública e da Defesa sugere que seguranças do Planalto facilitaram ação de golpistas
  • Dezenas de militares ligados à Presidência são demitidos, mostra Diário Oficial da União
  • Presos por atos golpistas repetem declarações de Bolsonaro em depoimento, mostra levantamento
  • Bolsonaro emite nota e diz que vandalismo em atos foi praticado por pessoas ‘infiltradas’
  • AGU obtém R$ 6,5 milhões em bens bloqueados de 52 pessoas
  • Indulto natalino: Rosa Weber suspende decreto de Bolsonaro que perdoava policiais envolvidos no Carandiru
  • Leia ainda outras reportagens no Correio Sabiá:

Vale sempre lembrar que você pode e deve seguir o Correio Sabiá, @correiosabia, em todas as redes sociais: combatemos a desinformação, porque achamos que uma sociedade bem informada toma decisões melhores.

leia mais